BAIXADA VIVA NOTÍCIAS

Em greve, delegacias do Rio se negam a fazer registros de ocorrência

Add Comment


A dona de casa Maria Luiza Martins, de 58 anos, teve o celular furtado na manhã desta terça-feira e foi à 21ª DP (Bonsucesso) registrar a ocorrência. Não conseguiu passar do balcão de atendimento. Por causa da paralisação de 72 horas da Polícia Civil, decidida em assembleia na noite de segunda-feira, delegacias do Rio só estão registrando ocorrências graves, como homicídios, crimes enquadrados na lei Maria da Penha e flagrantes.

— Preciso fazer o registro para dar entrada no seguro do celular. Não sabia que estava em greve, fui pega de surpresa. Vou ter que voltar para casa, já que não posso nem entrar em contato com alguém para pedir ajuda — lamenta Maria Luiza.


Vítima de assalto, Alessandra fez o registro pela internet Foto: Fabiano Rocha

A estudante Alessandra Silva de Mendonça, de 22 anos, teve o atendimento negado na 22ª DP (Penha Circular). A jovem foi assaltada dentro de um ônibus, em Copacabana, na tarde de segunda-feira. À noite, tentou registrar a ocorrência na delegacia do bairro da Zona Sul do Rio, mas foi informada que a greve já tinha começado, e orientada a registrar a ocorrência pela internet.

— Registrei a ocorrência na delegacia online e hoje vim à 22ª DP para me informar sobre o procedimento, já que os bandidos levaram não só meu celular, mas também meus cartões e documentos. O atendente não deixou nem eu terminar de contar a história. Foi logo dizendo: "Minha senhora, estamos em greve". Quando perguntei quando teria informações sobre o registro, ele respondeu: "Só Deus sabe" — conta a estudante, que desabafa: — Sempre paguei meus impostos e na primeira vez que realmente precisei recorrer à polícia me senti completamente desamparada e sem chão. A ordem pública do Rio está uma desordem total.

Cartaz alerta sobre greve na 25ª DP Foto: Fabiano Rocha

Na 25ª DP (Engenho Novo), um cartaz colado na porta informa sobre a greve. No aviso, consta que a unidade só atenderá "APF (auto de prisão em flagrante), crimes violentos, remoção de cadáver e roubo e furto de veículo".

A paralisação foi decidida em assembleia realizada na noite de segunda-feira, na Tijuca, Zona Norte do Rio. Dezenas de policiais civis participaram da votação. Representantes dos sindicatos da Polícia Civil, dos delegados e dos peritos também estiveram na reunião.

Nas delegacias, agentes reclamam da falta de pagamento do Regime Adicional de Serviço (RAS) olímpico e dos demais RAS, além de falta de manutenção nas viaturas, reposição deficitária de munições e falta de materiais básicos como papel higiênico e folhas de papel A4, utilizadas para imprimir os registros de ocorrência.

No Instituto Médico-Legal (IML), só os casos considerados emergenciais são atendidos. Na manhã do último sábado, os policiais civis já tinham feito uma paralisação. Na ocasião, os agentes das delegacias cruzaram os braços por quatro horas, depois passaram a atender apenas casos muito graves.

Em nota, a Polícia Civil diz que "não se manifesta sobre o teor de decisão de entidade de classe e esclarece que os serviços emergenciais serão mantidos".


Via Extra
17/01/2017

Suspeito de sequestrar menina de 11 anos é agredido e entregue à polícia no Rio

Add Comment


Sandro Borges de Mattos, de 42 anos, foi preso, na manhã desta terça-feira, após confessar, em depoimento na Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), o sequestro de Thifany Nascimento de Almeida, de 11 anos, na comunidade do Amarelinho, em Irajá, na Zona Norte do Rio. O suspeito foi identificado por moradores da comunidade, que o agrediram antes de entregá-lo à polícia, na noite de segunda-feira.

Agentes do 41º BPM (Irajá) foram acionados e encontraram o suspeito amarrado e com lesões no corpo. Ele foi encaminhado para o Hospital Getúlio Vargas e, em seguida, levado para a Cidade da Polícia, no Jacaré. Com base nas provas reunidas, a delegada Elen Souto, titular da DDPA, pediu à Justiça a decretação da prisão do autor, e o pedido foi concedido. De acordo com a Polícia Civil, diligências estão em andamento para localizar a criança.

— Um vizinho diz que viu ele sair com um saco preto de lixo de casa na noite de domingo e, quando questionou o que ele fazia, ele teria dito que ia enterrar um cachorro. Minha mulher está à base de remédios. Estamos desesperados — diz o comerciante Jorge Ferreira de Almeida, de 55 anos, pai de Thifany.

Nas redes sociais, circula a informação de que o corpo da menina teria sido encontrado em um rio próximo à comunidade. De acordo com a família, a informação é falsa. Thifany segue desaparecida, e parentes têm esperança de encontrá-la com vida.



O sequestro

Thifany brincava com uma coleguinha numa praça na comunidade do Amarelinho, quando um homem se aproximou e convenceu a garota a acompanhá-lo. Segundo a manicure Claudinéia da Silva Vasconcelos, de 41 anos, tia da garota, o pai de Thifany, Jorge, trabalha numa barraca de comida na praça e a filha brincava perto dele. Por volta do meio-dia, ele foi até sua casa e, quando voltou, minutos depois, não encontrou mais a garota.

Ainda de acordo com a manicure, o motoqueiro seguiu com Thifany para dentro do Amarelinho. Ele foi descrito pela amiguinha da garota como um homem branco e forte, que usava boné branco e tinha dois machucados num dos joelhos. A moto que pilotava era amarela e preta.

Quem tiver informações sobre o caso pode fazer contato com o Disque-Denúncia (21 2253-1177) ou a DDPA (21 2202-0338 e 21 2582-7129).




Via Extra
17/01/2017



Regulamentação dos camelôs em Nova Iguaçu

Add Comment



De acordo com informações do Blog Nova Laranja, a partir do dia 16/01, fiscais e pessoal de apoio da Prefeitura de Nova Iguaçu, estão a postos no Calçadão e nas imediações do Centro para impedir a montagem de barracas dos camelôs.

O Prefeito Rogério Lisboa instituirá um boleto com mensalidades estimada em R$60 reais, com isso espera acabar com a corrupção e assim como a feirinha da roça, as barracas serão padronizadas e para se cadastrar terão que provar residência em Nova Iguaçu.



Via Nova Laranja

17/01/2016

CONIG está inoperante no governo de Rogério Lisboa em Nova Iguaçu

Add Comment



NOVA IGUAÇU - O governo de Rogério Lisboa (PR) mal começou e já apresenta falhas. Inaugurado em março do ano passado, o sistema de monitoramento formado por 76 câmeras instaladas em pontos estratégicos de Nova Iguaçu, com informações e imagens em tempo real monitoradas pelo Centro de Operações de Nova Iguaçu (Conig), se converteu num fiasco.

De acordo com denúncia anônima recebida pelo Hora H, a maioria dos equipamentos parou de funcionar desde o dia 2 de janeiro, um dia após o prefeito eleito tomar posse. Diante do problema a população passou a reclamar através do envio de mensagens para as redes sociais disponibilizadas pela Conig como a página do Facebook e Twitter, mas não houve respostas. A reportagem tentou fazer contato com a assessoria de imprensa do órgão em busca de esclarecimentos, entretanto os telefones não atendem. “A Prefeitura promoveu uma mega divulgação para a inauguração da central. Cheguei a acreditar que esse sistema continuaria com toda eficiência no governo seguinte, mas foi uma decepção”, afirma uma empresária da noite.

“Os governos passados como o Bornier e Altamir eram melhores”, diz estudante

Com a inoperância do sistema de monitoramento do Centro de Operações, a população começa a questionar e comparar a recém iniciada gestão de Rogério Lisboa com outras administrações, como a do antecessor Nelson Bornier e, mais distante ainda a de Altamir Gomes (que governou Nova Iguaçu entre 1993 a 1997).

“Os governos passados como o Bornier e Altamir eram melhores”. Sei que tem gente sentindo saudades desses dois prefeitos. Se esse governo começou mal, imagina o que será do município daqui a quatro anos!. Vai ser uma tragédia”, disse uma estudante, que desabafou na condição de anonimato.

Olhos abertos 24 horas


O objetivo da Conig, que representa um braço da Secretaria Municipal de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana (SEMTMU), é monitorar, 24 horas por dia, o cotidiano da Cidade. O sistema integra 14 órgãos, entre eles as secretarias de Obras, Defesa Civil e Ordem Pública, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, e deveria funcionar em situações de emergência.

No centro são integradas todas as etapas de um gerenciamento de crise, desde a antecipação, redução e preparação, até a resposta imediata às ocorrências, como chuvas fortes, deslizamentos e acidentes de trânsito.



Via Jornal Hora H
Por Antônio Carlos


Hospital de Itaguaí cancela cirurgias eletivas e atende só emergência

Add Comment
Muitos aparelhos novos foram encontrados sem uso, como uma incubadora com um cartaz que avisa que a mesma está com defeito

O Hospital Municipal São Francisco Xavier, em Itaguaí, só tem condições de realizar cirurgias de urgência ou emergência e cesarianas. Com apenas uma sala do centro cirúrgico funcionando – as outras três estão com infiltrações e equipamentos danificados -, a solução foi atender aos pacientes graves. As cirurgias eletivas, que têm uma fila de espera com mais de 500 pessoas, estão temporariamente suspensas.


“Encontramos o hospital com apenas um médico na emergência, sem remédios e equipamentos, e com muitas infiltrações. Hoje, conseguimos retornar com quatro médicos, abastecer um pouco a farmácia e fazer o levantamento das obras necessárias na unidade. E começaremos logo pelo centro cirúrgico”, explicou o diretor administrativo Aleksander Wingler, que espera retomar em breve as cirurgias eletivas.

Muitos equipamentos da unidade estão danificados e sucateados por falta de manutenção. Eles estão amontoados numa enfermaria, onde podem ser encontrados carros de anestesia, aparelhos de medir pressão arterial, berços aquecidos e camas elétricas, a maioria são aparelhos novos.


O tomógrafo comprado há mais de um ano ainda está encaixotado. As obras para instalação do equipamento foram paralisadas há meses e a unidade também não está realizando exames laboratoriais por falta de insumos.

Já o berçário está cheio de goteiras. Nos dias de chuvas, os funcionários precisam afastar os berços aquecidos e outros equipamentos para não serem danificados pela água que escorre pelas paredes. Outro problema é a carência de equipamentos, pois existem apenas cinco berços funcionando.

Postos de saúde


Nos postos de saúde, a situação não é diferente. Muitas unidades estão com mofos, rachaduras e infiltrações imensas, causadas por falta de manutenção nas estruturas físicas dos prédios. Não há medicamentos e insumos e os equipamentos estão com defeito. Os consultórios de odontologia, por exemplo, deixaram de atender há meses por conta dos aparelhos queimados.

Apesar da realização no ano passado de uma obra no telhado do posto de saúde do Engenho, está chovendo dentro de quase todos os consultórios, aumentando diariamente o risco de um curto circuito. Durante as últimas chuvas, várias salas alagaram, documentos ficaram encharcados e computadores foram danificados.


No posto de saúde Monte Serrat, o autoclave, que é usado na esterilização de instrumentos, está com defeito há mais de dois anos. Um novo aparelho foi comprado na época, mas desde então permanece encaixotado aguardando a instalação.


Via Jornal de Hoje
17/01/2017

Operação do BOPE na Ilha do Governador termina com um suspeito morto, drogas e armas apreendidas

Add Comment
Morro do Dendê. Foto: Reprodução

Policiais do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) realizaram nesta segunda feira uma operação na Comunidade do Dendê, Ilha do Governador. Houve confronto armado entre policiais e bandidos.


Um homem conhecido como “Metal”, suspeito e atuar no tráfico na localidade, foi atingido e levado para o Hospital Municipal Evandro Freir, mas não resistiu aos ferimentos. 

Com ele foram apreendidos: 1 Fuzil G3 Calibre 7,62, 124 munições intactas;1 pistola Canik fabricação Turca Calibre 9mm; 10 munições intactas; 6 granadas; 1 radiotransmissor; 1 bateria extra de radiotransmissor e uma Pequena carga de drogas a ser contabilizada.


O caso foi registrado na Divisão de Homicídios (DH) da Capital.

Por Hyago dos Santos
Baixada Viva Notícias
17/01/2017

Biblioteca Municipal Cial Brito oferece colônia de férias em Nova Iguaçu

Add Comment

Estão abertas, desde de segunda-feira (16), as inscrições para a Colônia de Férias da Biblioteca Municipal Cial Brito – Edição Verão, que acontecerá nos dias 19 e 20 de janeiro, na sede da Casa de Cultura de Nova Iguaçu. A programação será voltada para crianças de cinco a 10 anos de idade, que poderão participar mediante autorização do responsável, identificado no ato da inscrição. Com atividades culturais de recreação e ensino, a Colônia de férias oferece um espaço de sociabilidade, visando proporcionar a trocas de saberes e afetividades das crianças com o universo literário.

Para a bibliotecária e idealizadora do projeto, Roberta Gomes Miranda, a realização da Colônia possibilita ao público infantil enxergar a biblioteca não apenas como um espaço formal, para pesquisas habituais, mas também como um local prazeroso, onde se pode exercitar a criatividade. “Decidi criar a Colônia no intuito de incentivar a leitura e tornar as crianças amigas da biblioteca. E também tirar as crianças um pouco dessa rotina de tecnologia, trabalhando atividades com material reciclado, com os quais elas conseguem construir seus próprios brinquedos, objetos de arte, etc”, comenta.

O projeto está em sua 3ª edição, que desde de 2016 tem atendido, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura (SEMC), pais e crianças de todos os bairros da cidade durante as férias escolares de janeiro (edição verão) e julho (edição inverno). Este ano, a edição de verão contará com a presença da contadora de histórias Pâmela Cristina.

As vagas para participação são limitadas até 40 crianças, sendo 20 para as atividades que ocorrerão no período da manhã, de 10h às 12h, e 20 para o período da tarde, que funcionará entre 14h e 16h.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas na recepção da Biblioteca, localizada na Rua Getúlio Vargas, nº 51, Centro de Nova Iguaçu. Os documentos necessários para a inscrição são: RG ou CPF do responsável; comprovante de residência e documentação da criança (RG ou certidão de nascimento). Mais informações pelos telefones 3779-0999 e 3779 1180.


Via SEMC
17/01/2017


Mulher é assassinada por ex que não aceitava o fim do namoro

Add Comment
À esquerda a vítima, Oneia da Silva Nascimento e à direita, Fábio de Paulo Faria, que confessou o crime 

Depois de um casamento de três décadas, e de um período de tristeza profunda que se seguiu à separação, Oneia da Silva Nascimento, de 54 anos, permitiu-se voltar a sorrir. Engatou um relacionamento com um homem bem mais jovem e, há cerca de dois meses, assumiu, pela primeira vez na vida, um emprego com carteira assinada, como cuidadora de idosos. 


v
Encantada pela primeira netinha, de pouco mais de 1 ano, moradora de outra cidade, ela ligava todos os dias para a menina, religiosamente, e repetia: “Vovó Néia ama muito você”. Foi justamente pelas mãos do primeiro namorado sério após o divórcio, porém, que a moradora de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, encontrou a morte, em um quarto de motel da cidade.

Fábio de Paulo Faria, de 36 anos, confessou o crime, nesta segunda-feira, a agentes do Núcleo de Homicídios da 151ª DP (Nova Friburgo). Oneia vinha tentando encerrar o romance durante meses, mas o ajudante de caminhão insistia. Chegou a perseguí-la e até a agrediu, o que motivou uma denúncia na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) do município. Fábio, contudo, não respeitou sequer a medida protetiva decretada pela Justiça, determinando o fim dos contatos, e permaneceu atrás da já ex-namorada.


Os dois chegam juntos ao motel, na tarde de quinta-feira Foto: Reprodução


Em depoimento, ele disse ter se descontrolado quando Oneia vaticinou, no motel, que aquela “seria a última vez” que eles ficavam juntos. Informações preliminares do laudo cadavérico apontam que a morte foi causada por asfixia mecânica — segundo o relato do próprio, Fábio a sufocou até o último suspiro, com uma mão no nariz e outra na boca. Como não foi detido em flagrante, nem havia mandado de prisão expedido, o assassino confesso deixou a delegacia pela porta da frente após dar detalhes da morte.

— Para piorar, estamos com medo de ele fugir, e com um receio ainda maior porque minha irmã continua morando em Friburgo. Como vai ser se ele continuar solto? Nada trará a nossa mãe de volta, mas queremos pelo menos poder descansar — desabafa a estudante Vanessa Silva do Nascimento, de 35 anos, uma das duas filhas de Oneia (a outra tem 24 e dividia a casa com a mãe).


Sozinho, Fábio deixa o local de madrugada Foto: Reprodução

O corpo foi encontrado na manhã da última sexta-feira, por volta das 11h, sob um lençol, por empregados de um motel que fica na Rua Otília Pereira Schuabb, no bairro Ponte da Saudade, em Friburgo. Imagens do circuito interno mostram os dois chegando a pé ao estabelecimento na véspera, às 16h55m, ele com os braços sobre os ombros dela. Fábio deixou o local sozinho, às 4h41m da madrugada. Pagou o que faltava da conta com o cartão de débito de Oneia, a essa altura já sem vida, e avisou aos funcionários que a acompanhante havia solicitado ser acordada somente dali algumas horas.


O estabelecimento onde ocorreu o crime, no bairro Ponte da Saudade Foto: Reprodução / Google Street View


Essa não foi a única vez que Fábio utilizou o dinheiro da mulher que matou. Nos dias seguintes, como conta Vanessa, que tinha acesso à conta-corrente da mãe, ele — em posse da chave de segurança que também levou do quarto de motel — sacou R$ 50 em um caixa eletrônico de Friburgo. Depois, retirou mais R$ 50, e em seguida outros R$ 20, em caixas situados na cidade vizinha de Teresópolis. Por fim, passou R$ 5 no débito em uma lanchonete. Não sobrou um centavo na conta.

Tampouco aquelas eram as primeiras vezes em que o ajudante de caminhão se valia das finanças da ex-companheira. Ainda segundo a filha da vítima, enquanto perseguia Oneia, nos meses anteriores ao crime, Fábio fez ameaças de morte até à irmã de Vanessa. Para se livrar do rapaz, por muitas vezes a ajudante de idosos precisou dar dinheiro a ele.

— Nós temos certeza, inclusive, que mesmo essa última ida ao motel aconteceu por conta de alguma ameaça dele, que minha mãe só fez isso para zelar pela minha irmã. Ela morreu por proteção — conta Vanessa.

Ao todo, o relacionamento durou pouco mais de três anos. Moradora da cidade do Rio, Vanessa não chegou a conhecer Fábio. O único contato entre os dois se deu há poucos meses, já após o rompimento e em meio às ameaças, quando o rapaz ligou para a casa da ex e a estudante atendeu o telefone. Antes, Oneia chegou a mudar de número mais de uma vez para tentar evitar os contatos.

— Discutimos, disse para ele não procurar mais, mas não adiantou. Ele dizia que se minha mãe não fosse dele não seria de mais ninguém — diz Vanessa, antes de continuar, com a voz embargada:

— Minha mãe era a minha base. Sei que não existe pessoa perfeita, mas ela foi uma mãe perfeita. Queria que ela estivesse aqui para continuar a missão dela, agora como avó. Esse homem destruiu a minha família.


Via Extra
17/01/2017


PM do Rio determina uso obrigatório de coletes balísticos após mortes de policiais baterem recorde

Add Comment


O comando da PM determinou que todos os policiais em serviço usem, obrigatoriamente, coletes balísticos. A partir de agora, os comandantes de batalhão irão fiscalizar o uso de colete de todos os policiais que estiverem em patrulhamento. A medida — que consta de um documento assinado pelo coronel Cláudio Lima Freire, chefe do Estado-Maior Geral no último dia 6 — faz parte de um pacote organizado pelo comando da corporação para tentar diminuir o número de mortes de policiais. Até ontem, 10 PMs foram mortos no estado, sendo que três estavam de serviço.

Outra medida anunciada pela corporação é a criação de um curso para capacitar policiais sobre como agir em situações de risco durante a folga. A instrução começará a ser dada a partir de hoje, com agentes de diversas unidades. 


O projeto é que, semanalmente, 20 agentes participem dos cursos, que, segundo a PM, “visam habilitar os policiais ao porte de armas curtas e ao saque de forma tática e técnica”. A corporação também anunciou uma parceria com o Sindicato das Empresas do Transporte Rodoviário de Cargas e Logística do Rio de Janeiro (Sindcargas) para consertar veículos blindados, os caveirões, avariados.



Cristiano era lotado no Batalhão de Duque de Caxias Foto: Reprodução

Ontem, o sargento Cristiano Anunciação Macedo, de 40 anos, foi sepultado, no Cemitério Vila Rosali, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Ele foi morto por volta das 5h de domingo. Além do PM, também foi morto na ocasião Wallace dos Santos Pires. Cristiano era lotado no 15º (Caxias) e estava na corporação há 18 anos. Durante o sepultamento, a viúva do agente passou mal e precisou ser amparada por parentes.

Contagem pode chegar a 11

A PM contabilizava até a noite de ontem 10 PMs mortos em 2017. No entanto, o número pode chegar a 11 se um exame de DNA confirmar se o corpo carbonizado encontrado dentro da mala de um veículo incinerado, na tarde deste sábado, na Estrada Reta de Santa Cruz, em Itaguaí, no último dia 7 é do subtenente reformado Cássio Ferreira. O delegado Giniton Lages, titular da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), afirmou que aguarda o laudo para garantir que se trata do PM.

A organização SOS Polícia é quem organização a ação Foto: Divulgação

A investigação do assassinato do sargento Cristiano Macedo também está a cargo da DHBF. Na ocasião, Joyce Kelly de Jesus Dias, de 20 anos, foi baleada e socorrida no Posto de Atendimento Médico (PAM) de Meriti. Ela contou a policiais do 21º BPM (São João de Meriti) que o sargento discutiu com outro homem na saída de uma festa no Fazenda Futebol Clube. Wallace, que também foi vítima do ataque, tentou intervir e o homem que batia boca com Cristiano atirou. No sábado, uma manifestação em Copacabana alertou para a violência contra PMs. Na areia foram colocadas cruzes que simbolizavam agentes mortos.

Via Extra
17/01/2017

Policiais civis e agentes penitenciários do Rio anunciam greve por falta de salários

Add Comment


Em assembleia realizada na noite desta segunda-feira no Clube Municipal, na Tijuca, Zona Norte do Rio, os policiais e peritos vinculados à Polícia Civil do Estado do Rio anunciaram a paralisação por tempo indeterminado a partir das 8h desta terça-feira, dia 17 de janeiro. 



Na sexta, os delegados foram os primeiros a racionarem os serviços. Desta forma, as delegacias pelo Estado farão apenas serviços básicos, como ocorrências com violência, remoções de cadáveres e situações em flagrante.

A cobrança dos agentes é pelo pagamento de tudo o que é devido aos servidores. Os policiais civis cobram o depósito integral do salário de dezembro, o pagamento do 13º salário, além da quitação dos Regime Adicional de Serviço (RAS) e do adicional por metas alcançadas pelo segundo semestre de 2015.





Mais cedo, os agentes penitenciários do Estado também aprovaram a paralisação da categoria por tempo indeterminado. A assembleia ocorreu no Bangu Campestre Clube. Os servidores decidiram que os servidores serão racionalizados a partir da 0h desta terça-feira. A partir desse horário, apenas serviços como a alimentação de presos, emergências médicas e alvarás de solturas serão realizados. Os procedimentos de visitas, por exemplo, estão suspensos.

Os servidores cobram o pagamento integral do salário de dezembro, atrasado deste a última sexta-feira, dia 13, além do 13º salário, e de condições de trabalho adequadas. Na próxima segunda-feira, uma próxima assembleia será realizada para deliberação sobre o andamento da greve.




Via Extra
16/01/2017

Contemplados no Minha Casa Minha Vida realizam manifestação na prefeitura de Nova Iguaçu

Add Comment






Cerca de 200 manifestantes realizaram um protesto na manhã desta segunda-feira (16) em frente a prefeitura de Nova Iguaçu. Eles reivindicam a entrega das unidades habitacionais do programa Minha Casa Minha Vida do Conjunto Residencial Guandu, localizado no Km 32.

Cerca de 2.500 famílias foram sorteadas em 2013 e 2014 e foi lhes prometido as entregas dos imóveis em até 90 dias, porém, até hoje estão aguardando que sejam realizadas.

Uma comissão de representantes dos sorteados foi recebida pelo prefeito Rogério Lisboa, que ao lado dos secretários de Obras, Urbanismo e Assistência Social, prometeu dar uma resposta em até 48h, segundo os manifestantes.

Uma das integrantes da comissão é a dona de casa Fernanda Rodrigues, que afirma morar há dois anos de favor na casa de uma tia no bairro Chacrinha, junto de suas três filhas e do seu companheiro.

"A única coisa que queremos é que o nosso direito seja respeitado. Fomos sorteados e estamos há 4 anos sofrendo nessa peleja. Só quero ter o meu cantinho pra morar com minha família sem depender de favor de ninguém", desabafou.

O movimento conta também com o apoio e participação do ativista Denilson Marques, bastante conhecido no município por apoiar lutas pelos direitos da população iguaçuana.

Em nota, a prefeitura de Nova Iguaçu informou que vai marcar uma reunião com o Banco do Brasil, com a Construtora Ancona e os moradores contemplados no empreendimento Minha Casa Minha Vida Parque Guandu, no Jardim Guandu, para que 1440 das 2592 unidades sejam liberadas.

O problema dos imóveis ocorre porque não há demanda para ocupar todas as unidades do local, já que os cadastros não foram realizados pela gestão anterior, uma exigência do governo federal para a liberação do empreendimento.




Por: Rafael Marinho
Fotos: Divulgação

Baixada Viva Notícias
16/01/2017





Comoção marca enterro de PM em São João de Meriti

Add Comment
A emoção do policial no enterro do colega de farda Foto: Guilherme Pinto / Extra

O clima de comoção marcou o enterro do sargento da Polícia Militar Cristiano Anunciação Macedo, de 40 anos, nesta segunda-feira, no Cemitério Vila Rosali, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. A viúva do agente, Jaqueline, passou mal durante a cerimônia e teve que ser carregada. Um colega de farda, identificado como Nascimento, também se emociou bastante.




A viúva do agente (de preto) teve que ser amparada Foto: Guilherme Pinto / Extra

Cristiano era lotado no 15º (Duque de Caxias) e foi o 10º PM morto nos primeiros dias de 2017 em todo o Estado do Rio. Ele estava na corporação havia 18 anos. Neste sábado, uma manifestação na Praia de Copacabana alertou para a violência da qual policiais vêm sendo alvo. Na areia foram colocadas cruzes que simbolizavam os agentes mortos em serviço.

O PM chora a perda do colega de farda Foto: Guilherme Pinto / Extra



Cristiano era lotado no Batalhão de Duque de Caxias Foto: Reprodução

Briga na saída de festa

O crime ocorreu por volta das 5h deste domingo, em Coelho da Rocha, distrito de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Além do PM, também foi morto na ocasião Wallace dos Santos Pires. Joyce Kelly de Jesus Dias, de 20 anos, foi baleada e socorrida no Posto de Atendimento Médico (PAM) de Meriti.

Ela contou a policiais do 21º BPM (São João de Meriti) que o sargento discutiu com outro homem na saída de uma festa no Fazenda Futebol Clube. Wallace tentou intervir e o homem que batia boca com Cristiano atirou. A investigação das mortes do sargento e de Wallace está com a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).


Via Extra
16/01/2017


Policial é preso após gravar vídeo bebendo água de coco em serviço: ´Pra que salário?´

Add Comment


Um policial militar lotado no 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes) foi preso, neste domingo, depois que um vídeo gravado por ele, em que aparece bebendo água de coco fardado, aparentemente dentro de uma viatura, ganhou as redes sociais. 


No registro, o soldado parece se dirigir a colegas de farda: "Isso é aqui é serviço, olha. Praia, água de coco. Pra que salário? Vem pra mim, vem pro meu mundo", diz o PM na gravação, de 14 segundos.

De acordo com o coronel Sergio Schalioni, comandante do batalhão, foi instaurada um procedimento de averiguação pela 2° DPJM (Delegacia de Polícia Judiciária Militar), onde o soldado encontra-se detido. O policial, porém, não teve a identidade divulgada.

— A prisão admistrativa é por transgressão da disciplina militar. O eventual enquadramento em crime militar se dará ou não no decorrer do processo administrativo instaurado — explicou o coronel Schalioni.


Via Extra
16/01/2017


Menina de 11 anos é levada por homem de moto na Zona Norte do Rio

Add Comment
Tiphany desapareceu na comunidade do Amarelinho Foto: Álbum de família

Uma menina de 11 anos está desaparecida desde a tarde deste domingo, no Rio. Thifany Nascimento de Almeida brincava com uma coleguinha numa praça na comunidade do Amarelinho, em Irajá, na Zona Norte da capital, quando um homem se aproximou e convenceu a garota a acompanhá-lo. Parentes fazem uma mobilização nas redes sociais em busca de notícias da menina. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA).


Segundo a manicure Claudinéia da Silva Vasconcelos, de 41 anos, tia da garota, o pai de Thifany, Jorge Almeida, trabalha numa barraca de comida na praça e a filha brincava perto dele. Por volta do meio-dia, ele foi até sua casa e, quando voltou, minutos depois, não encontrou mais a garota.

- A coleguinha dela (de 8 anos) contou que chegou um homem numa moto, parou perto da Thifany e falou: "Vamos ali comigo para pegar o cachorro que seu pai pediu. Vamos fazer uma surpresa para ele". E minha sobrinha acreditou. A coleguinha ainda tentou ir com eles, mas o homem não deixou - contou Claudinéia.
Tiphany foi levada por um homem de moto
Tiphany foi levada por um homem de moto Foto: Álbum de família


Ainda de acordo com a manicure, o motoqueiro seguiu com Thifany para dentro do Amarelinho. Ele foi descrito pela amiguinha da garota como um homem branco e forte, que usava boné branco e tinha dois machucados num dos joelhos. A moto que pilotava era amarela e preta.

- Os pais da Thifany estão arrasados, não conseguem nem falar. E a gente é só desespero. Minha sobrinha, apesar dos 11 anos, é muito inocente, muito infantil, não conhece nada desse mundo. Quem a viu, por favor, entre em contato com a polícia - disse Claudinéia.

Ela e outros parentes de menina estão fazendo buscas pelo Amarelinho e locais próximos, e colando cartazes em postes. Quem tiver informações sobre Thifany ou sobre o homem que a levou pode fazer contato com o Disque-Denúncia (21 2253-1177) ou a DDPA (21 2202-0338 e 21 2582-7129).

Via Extra
16/01/2017

Homem é preso por envolvimento com o jogo do bicho em Nova Iguaçu

Add Comment


Em abordagem na operação “Rota Segura”, a Polícia Rodoviária Federal deteve, no início da tarde deste sábado (14), um homem por porte ilegal de arma de fogo e suposto envolvimento com o jogo do bicho. 




A abordagem foi feita na altura do quilômetro 185 da Rodovia Presidente Dutra, em Nova Iguaçu.

Ao revistarem o veículo, os policiais localizaram, no compartimento interno do carro, uma pistola PT 58S calibre .380, três carregadores e 44 munições do mesmo calibre. 



Dentro do carro, também foram encontradas diversas anotações do jogo de contravenção. Segundo os policiais, o homem de 34 anos, confirmou envolvimento com o jogo do bicho.

Ele foi encaminhado à 52ª DP (Nova Iguaçu).


Via Jornal Hora H
16/01/2017



PM morto durante briga em Meriti será enterrado nesta segunda

Add Comment


O corpo do sargento da Polícia Militar Cristiano Anunciação Macedo será enterrado às 13h desta segunda-feira, no Cemitério Vila Rosali, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Ele foi o 11º PM morto nos primeiros dias de 2017 em todo o Estado do Rio. Cristiano, que era lotado no 15º (Duque de Caxias), tinha 40 anos e estava havia 18 na corporação.

O crime ocorreu por volta das 5h deste domingo, em Coelho da Rocha, distrito de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Além do PM, também foi morto na ocasião Wallace dos Santos Pires. Joyce Kelly de Jesus Dias, de 20 anos, foi baleada e socorrida no Posto de Atendimento Médico (PAM) de Meriti.

Ela contou a policiais do 21º BPM (São João de Meriti) que o sargento discutiu com outro homem na saída de uma festa no Fazenda Futebol Clube. Wallace tentou intervir e o homem que batia boca com Cristiano atirou. A investigação das mortes do sargento e de Wallace está com a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).




Via Extra
16/01/2017

Com calor intenso no Rio, veja cuidados com a saúde dos cães

Add Comment


O Rio de Janeiro começou o ano com 11 dias seguidos de sensação térmica acima dos 40ºC. Se a vida cotidiana está difícil para os seres humanos e seus poucos pêlos, para os cães a sobrevivência no clima quente é ainda mais complicada. O G1 ouviu donos de animais e veterinários em busca de dicas de cuidado para evitar, entre outros problemas, a hipertermia – a elevação da temperatura interna do corpo.

Em locais com grande circulação de animais, como no Parcão da Lagoa Rodrigo de Freitas, os donos trocam dicas sobre como amenizar os efeitos da temperatura.

“No calor, a gente tenta deixar eles em casa no período de 10h às 17h, que é muito quente para eles. E quando a gente volta da rua, a gente tenta umedecer, passar um paninho molhado para eles refrescarem, além de deixar o ar ligado o maior tempo possível”, explicou a advogada Fernanda Mattos, que cuida de Bebel, Mag e Thor.

“Diferente da gente, os cães não transpiram como nós. A gente transpira, está suando, a gente troca calor. Esfriando o corpo pela perda de água. O cão também perde água, mas de uma forma diferente, através da respiração. Ou seja, ele transpira, basicamente, pela língua. Não é uma transpiração, é uma troca de água, uma troca de calor. O animal tem que respirar bem para ter uma troca de calor definida e bem feita”, explica o veterinário Rubem Bittencourt, membro do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro.

Como respirar bem é fundamental para o bem estar dos animais, de acordo com Rubem, os donos de raças com focinho chato, como buldogue e boxer, devem prestar atenção à respiração de seus animais. Mas as dicas de cuidado com os bichinhos valem para todos as raças.

“É importante observar a hora que sai com os cães. Não sair em um horário de calor, procurar andar na sombra, levar uma vasilha com água é interessante, para ele poder beber. Se for preciso, jogar água no cão também. São medidas preventivas que ajudam a evitar acidentes mais graves. Lembrando também que as patas também sofrem com o calor”, explicou Rubem.

Segundo ele, é preciso estar atento aos primeiros sinais de que o cachorro precisa de ajuda. Respeitar o limite do animal é fundamental.

“Sentiu que o cachorro está respirando muito forte, muito rápido, a melhor coisa é: acalme o cachorro, dê água para ele e jogue uma água para esfriar a temperatura corporal.”

Caso o animal não se recupere, os donos devem procurar o serviço médico veterinário imediatamente.

Picolé de água de coco


Na clínica onde Rubem Bittencourt trabalha, o número de atendimentos por hipertermia aumenta 30% no verão. Jogar água no cão e fazer agrados com água ou água de coco congeladas também são ideais para fazer com que o bicho fique mais confortável.

Essa estratégia já é usada pela comerciante Taissa Vaillé. Seus dois cães, Sansão e Vida, são alucinados em picolés de água de coco congelada.

“Um dia que estava muito quente eu dei uma pedrinha de gelo para eles, que adoraram. Passei a dar gelo sempre. Um dia resolvi testar o picolé. Comprava um para mim e outro para eles. O veterinário sempre falou que tinha que ser fruta e que não fosse cítrica. Aí a gente passou a fazer em casa o picolé de água de coco. A gente faz na forminha de coco ou de picolé. Eles adoram. É a sensação aqui em casa”, explica Taissa. As fotos dos animais não deixam dúvidas sobre como eles gostaram. Agora, quando alguém abre o congelador, os cães ficam atentos, esperando pela guloseima.


Via G1
15/01/2017


Mulher entra em trabalho de parto e bebê nasce dentro de viatura

Add Comment
Mãe entrou em trabalho de parto dentro de viatura. WhatsApp O DIA

Um bebê que estava com "pressa" resolveu não esperar para nascer no hospital. A mãe do recém-nascido passou mal e foi socorrida por policiais militares que patrulhavam a região, na madrugada deste domingo, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. O parto foi realizado dentro do veículo.

De acordo com a Polícia Militar, o socorro a Mauricelia Santos da Silva, 31 anos, foi feito após sua madrasta ter abordado a viatura do 31º BPM (Barra da Tijuca).

Assim que chegaram na maternidade Leila Diniz, uma enfermeira constatou que não era possível deslocar a mãe até a unidade. 



Com a conclusão do parto, mãe e filho foram levados à maternidade e passam bem.



Via O Dia
15/01/2016

Policial militar é assassinado em São João de Meriti

Add Comment
Cristiano era lotado no Batalhão de Duque de Caxias Foto: Reprodução



Mais um policial militar foi assassinado no Rio de Janeiro. Desta vez, o crime foi na Baixada Fluminense. 



Com a morte do sargento Cristiano Anunciação Macedo, na madrugada deste domingo, segundo o Jornal Extra o Estado chega à 11ª morte de agentes de segurança em 2017, contudo, dados levantados pelo jornalismo do Baixada Viva Notícias dão conta de que já seria o 13º caso no Estado. 

Cristiano, que estava de folga, se encontrava próximo ao Fazenda Futebol Clube, em São João de Meriti, quando se tornou alvo de disparos. 



Ele chegou a ser encaminhado para o Posto de Atendimento Médico (PAM) da cidade, mas acabou não resistindo aos ferimentos.

Uma mulher identificada como Joice Kelly de Jesus Dias e um homem ainda sem identidade revelada foram baleados e encaminhados para a unidade médica. Ela segue internada, e o homem acabou morrendo


Cristiano Anunciação Macedo era lotado no 15º BPM (Duque de Caxias).


Via Extra
15/01/2017