Mães fazem 'mamaço' na escadaria da Igreja da Penha, no Rio

O “mamaço“ aconteceu nas escadarias da Igreja da Penha, Zona Norte do Rio Foto: Fabiano Rocha / Extra

Mães e bebês fizeram um “mamaço“ na escadaria da Igreja da Penha, na Zona Norte do Rio, na manhã deste sábado. O objetivo do evento foi ensinar a importância da amamentação na vida da criança.


De acordo com o Ministério da Saúde, apenas 41% dos bebês menores de seis meses são alimentados exclusivamente com leite materno. A idealizadora do "mamaço" e supervisora do projeto Iniciativa Básica Amiga da Amamentação (IUBAAM), Zilda dos Santos, explica que o baixo índice é resultado da falta de orientação sobre o aleitamento:


— Nosso trabalho é mostrar para essas mães os benefícios que o aleitamento pode proporcionar para ela, ao bebê e para toda a comunidade, principalmente nos seis primeiros meses de vida.


Moradora do Morro da Fé, a dona de casa Andrea Fidelis, de 36 anos, levou o pequeno Thiago Fernando, de três meses, para participar do mamaço. Acompanhada de uma amiga, ela disse que aprendeu sobre a importância da amamentação.


— Fui porque queria me informar melhor. É importante para as mães fiquem cientes para amamentar melhor e por mais tempo. Também me ensinaram a prender a criança com um lenço no corpo da mãe, como se fosse um canguru— conta.

Primeiro “mamaço“ na Penha, Zona Norte do Rio, trata da importância do leite materno na saúde das crianças Foto: Fabiano Rocha / Extra

Rayane Martorelli, de 26 anos, é ativa na causa e já doou leite materno para a Clínica da Família do bairro. Ela teve que parar porque o filho, Guilherme, de 1 anos e 5 meses, ainda mama - e muito.

Rayane Martorelli , de 26 anos, esteve com o filho Guilherme, de 1 ano e 5 meses e disse sobre a importância de amamentar as crianças Foto: Fabiano Rocha / Extra

— Abraço essa causa porque o leite materno ajuda no desenvolvimento da criança. O leite da vaca não alimenta tanto e não é tão saudável — explica a boleira.


O evento foi promovido pelos Centros Municipais de Saúde (CMS) José Paranhos Fontenelle e João Cândido, pelas Clínicas da Família (CF) Aloysio Novis e Felippe Cardoso, todas no mesmo bairro, e CF Heitor dos Prazeres, em Brás de Pina. Todas as unidades são administradas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e co-geridas pelo Viva Rio.



Via Extra



Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »