Perito legista do IML de Nova Iguaçu 'deu sarrada' em paciente e se deu mal



Policiais da Delegacia de Atendimento Especial à Mulher (DEAM) de São João de Meriti prenderam, na manhã de sexta-feira (12), um médico e policial civil acusado de estupro. O ato teria ocorrido durante uma consulta médica do Dr. Lizeu Sales Vilardo, 69 anos, à uma paciente em um posto médico da Vila União, em São João de Meriti.





Na DEAM, a vítima revelou que o médico e policial trancou a porta do consultório e esfregou o pênis em suas costas. Muito nervosa, ela saiu da sala de atendimento e foi acolhida por um segurança, que a encaminhou até a direção, onde ela pôde denunciar o caso à gestora da unidade.


Uma funcionária do posto afirmou que esta não é a primeira vez que Lizeu é acusado de abusar sexualmente de pacientes. Nos casos anteriores as vítimas, assim como a mulher abusada nesta sexta-feira, foram orientadas a comparecer à delegacia e denunciar o homem. Além de atuar no posto onde o abuso teria ocorrido, médico e policial civil trabalha no Instituto Médico Legal (IML) de Nova Iguaçu.


Via Jornal de hoje
13/08/2016


Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »