Polícia prende quatro suspeitos de matar grávida para sequestrar bebê



A Polícia Civil de Minas prendeu quatro suspeitos do assassinato de Greiciara Belo Vieira, de 19 anos, que foi sequestrada e morta aos 9 meses de gestação em Uberlândia, na última quinta-feira, de maneira extremamente cruel. Sem anestesia ou qualquer cuidado, a mãe teve de assistir ao parto do seu bebê, retirado de sua barriga apesar de suas súplicas. O corpo da vítima foi encontrado em uma represa em Ituiutaba, já sem a criança, no domingo seguinte.


Segundo o delegado de Ituiutaba, Carlos Antônio Fernandes, a autora do crime, Shirley de Oliveira Benfica, de 30 anos, simulou estar gávida para a família e para o namorado e planejava apresentar o bebê tirado de Greiciara como se fosse seu na quinta-feira. A vítima teria sido atraída para a armadilha por um conhecido, Lucas Mateus Silva, de 22 anos, que disse ter um presente para a criança como pretexto para marcar um encontro.


— A vítima foi morta por enforcamento e estava consciente durante todo o processo, pois o éter usado para apagá-la não fez efeito. Nunca havia visto algo tão cruel: ela pediu muito que não fizessem aquilo, gritou muito e viu tudo. Quando a criança nasceu, colocaram uma pedra dentro da barriga da mãe para que o corpo afundasse — descreveu o delegado.


Shirley teria, segundo a Polícia Civil, planejado o crime para manter o relacionamento com o namorado, que havia terminado com ela antes da falsa notícia da gravidez. Ela teria pago R$ 2 mil à enfermeira e oferecido outros objetos triviais aos demais envolvidos.

— O pai dela não acreditou na primeira vez que fomos à casa dele. Disse que a filha estava grávida, que daria à luz em poucos dias. Todos reagiram com muita surpresa e ficaram perplexos, tanto que nem foram à delegacia para vê-la — afirmou.


Enquanto a simulação do parto não acontecia, Shirley deixou a criança com uma senhora que, segundo investigadores, não tem ligação com os crimes. O bebê está internado em um hospital em Uberlândia e passa bem.

Jovem de 19 anos estava grávida de 9 meses quando foi sequestrada e morta Foto: Facebook / Reprodução

Jhonatan Martins Ribeiro de Lima, 24, e a enfermeira Jacira Santos de Oliveira, de 60 anos, também estão presos. A polícia realiza diligências para localizar outros dois suspeitos, que ainda estão foragidos. Os suspeitos foram presos em flagrante pelos crimes de homicídio duplamente qualificado, sequestro, ocultação de cadáver e subtração de incapaz. Dois outros envolvidos estão foragidos.



Via Extra


Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »