Com redução de cadeiras, número de candidatos a vereador em Nova Iguaçu é menos que a metade de 2012



A redução das cadeiras na Câmara de Vereadores de Nova Iguaçu fez com que muita gente desistisse da corrida para uma vaga no legislativo iguaçuano. Em 2012, 900 candidatos concorreram a vaga de vereador em Nova Iguaçu, já este ano, apenas 395 registraram candidatura, o que representa uma redução de 56,11% no número de candidatos.

Estima-se que será necessário no mínimo 2.500 votos para que o candidato consiga se eleger vereador este ano, com isso, aspirantes com pouca expressão optaram em desistir da corrida, e, muitos deles, preferiram apoiar candidatos que em tese, têm mais chance.

O vereador Marcelo Loureiro, o Marcelinho do Trenzinho (PMDB), autor da lei que reduziu dos atuais 29 para 17 o número de vereadores em Nova Iguaçu, defendeu que o objetivo da medida foi reduzir os custos da Casa. Dos 29 atuais vereadores, 23 votaram a favor, 5 votaram contra e uma abstenção. 

"Em um momento atual de crise, e de cortes em diversos programas o mínimo que se espera de um legislativo responsável é também cortar, e as vezes é preciso cortar na própria carne. No começo propus diminuir para 15 vereadores, mas para garantir a vitória ajustamos para 17, foi um corte radical de 12 cadeiras, mas importantíssimo para esse momento que estamos vivendo", disse o vereador Marcelinho.

"Foi uma luta grande, mas na câmara tivemos parceiros importantes que votaram à favor tanto em primeira quanto em segunda votação, prevaleceu a responsabilidade. O apoio do prefeito também foi essencial, para que mostrasse aos vereadores que este dinheiro pode sim retornar aos cofres da prefeitura e se transformar em melhorias para a cidade. Me comprometo a acompanhar e fiscalizar o destino desta economia", completou o parlamentar.

Por: Rafael Marinho
Foto: Divulgação
07/09/2016

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »