Cidades da Baixada Fluminense estão em estado de alerta por causa da chuva

Cidades da Baixada estão em alerta por causa da chuva Foto: Cléber Júnior / Extra


As cidades da Baixada Fluminense estão em alerta por causa da chuva constante que cai no estado desde a noite do último sábado. Apesar de até o momento não haver registro de nenhuma ocorrência mais grave, as prefeituras dos principais municípios da região estão com suas equipes da Defesa Civil de prontidão. Em Duque de Caxias, segundo relatos nas redes sociais, a situação mais grave está concentrada nos bairros de Xerém, Imbariê e adjacências. Nesses locais, há diversos pontos de alagamento.



Moradores do Jardim Anhangá, em Duque de Caxias, sofrem com alagamentos Foto: Cléber Júnior / Extra

No bairro Jardim Anhangá, também em Caxias, o estofador Adriano de Anchieta, de 39 anos, viu a rua na frente de sua casa ser tomada pela água. Ele contou que há 15 anos o problema persiste no local.

- Aqui sempre foi assim. A água estava uns dois palmos mais alta, agora abaixou um pouco. Choveu, alagou aqui. Uma situação difícil para todos nós - disse Adriano.

De acordo com dados da Defesa Civil de Duque de Caxias, desde a última sexta-feira até a manhã desta segunda-feira, foram registradas 26 ocorrências. A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) da cidade disse que, desde domingo, foram atendidas dez famílias no caso de desalojados e desabrigados. Todos foram para casa de parentes.


Rio Iguaçu nas margens da Rodovia Washington Luís Foto: Cléber Júnior / Extra

Em São João de Meriti, a prefeitura confirmou que houve um deslizamento de terra e uma queda de árvore no bairro Jardim Botânico, mas sem vítimas. A Defesa Civil de Nova Iguaçu informou que está em estado de alerta e monitoramento. Os rios que passam pela cidade estão acima do normal, mas sem ocorrências graves. Entretanto, alguns moradores pediram vistoria em seus imóveis por causa do risco de deslizamento.

Já em Belford Roxo, a prefeitura afirmou que houve apenas o registro da queda de um muro no bairro Xavante e de uma árvore de pequeno porte no bairro de Bom Pastor. O nível do Rio Botas, que passa pela cidade, subiu mas não chegou a transbordar. Também não há registro de deslizamento de terra, vítimas, desabrigados ou desalojados.


Via Extra
14/11/2016

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »