Ônibus bate em outros oito carros, invade estacionamento de hospital e fere 21 na Zona Oeste do Rio




Um ônibus da linha 397 (Campo Grande—Candelária) se envolveu num acidente com outros oito veículos, incluindo mais um coletivo, invadiu o estacionamento do Hospital da Mulher Mariska Ribeiro, na Praça Primeiro de Maio, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, e deixou 21 feridos, na manhã desta terça-feira. Destes, dez foram levados pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo. Os demais foram atendidos e liberados no local.

Os feridos eram ocupantes dos dois coletivos. Os que foram levados para o hospital são: Edmilson F. Rocha, de 26 anos; Cleber M. Carr, de 66; Cosme H. dos Santos, de 49; Dalton S. da Costa, de 33; Diane C. Gonçalves, de 32; Maria José M. Ferreira, de 60;Tamires R. da Silva, de 21; Areilson M. de Albuquerque, de 29; Tania S. dos Santos, de 52; e Francisco C. Pinto, de 53.

Segundo a Secretararia municipal de Saúde, apenas os dois primeiros ainda estão hospitalizados. Edmilson e Cleber ainda serão submetidos a exames, para saber se houve lesões ou fraturas, segundo o órgão. Os demais tiveram apenas ferimentos leves e foram liberados, a medida que eram medicados.

Testemunhas contaram que, por volta das 9h, o ônibus teria tentado se desviar de um carro de passeio,mas não conseguiu e acabou atingindo mais três veículos que seguiam na pista da Avenida Santa Cruz, incluindo o outro coletivo, da linha 745 (Bangu-Cascadura).

O acidente deixou 18 feridos Foto: Guilherme Pinto / Agência O Globo

O ônibus desgovernado derrubou ainda a grade da unidade hospitalar, atingindo mais quatro automóveis que estavam no estacionamento. Por meio de redes sociais, testemunhas divulgaram fotos do local do acidente.


Bombeiros de Realengo prestam atendimento às vítimas Foto: Reprodução Twitter/NewsMobilidade

Testemunha: motorista estava em velocidade 'fora do normal'

O peixeiro Luigi Palermo, de 19 anos, motorista do Corsa envolvido no acidente contou que o motorista da linha 397 vinha numa velocidade "fora do normal". O coletivo tentou desviar do carro do jovem, mas não conseguiu provovando a colisão que envolveu no total nove veículos.

— Meu carro vinha um pouco a frente do ônibus. Quando vi que ele estava em alta velocidade e não daria para frear tentei desviar, mas acabei sendo atingido. O carro rodopiou na pista e acertou outro ônibus que estava à frente e os outros carros - contou o rapaz.

Luigi Palermo teve o carro atingido pelo ônibus Foto: Guilherme Pinto / Extra

Um funcionário do hospital, que preferiu não se identificar reclamou que os acidentes no local são constantes. Ele disse que os carros descem em alta velocidade pela Avenida Santa Cruz, sentido Campo Grande, vindos do viaduto novo de Bangu. O limite de velocidade no local é de 60 km/h.

— Já presenciei vários acidentes aqui. Esse foi o mais grave. O último, antes desse, foi há cerca de dois meses. Um carro desceu o viaduto em alta velocidade e derrubou um poste em frente ao hospital. Tinha de ter um radar ou sinal aqui para evitar esses casos — apelou o funcionário.

O radar e sinal mais próximos ficam no cruzamento da praça com a Rua Boiobi, a cerca de cem metros do local do acidente. Segundo policiais militares que atenderam a ocorrência, o motorista do 397 estaria entre as vítimas levadas para o hospital. O condutor do outro coletivo estava no local, mas não quis dar declarações. O acidente foi às 8h50. O caso foi registrado na 34ª DP (Bangu).


Via Extra
15/11/2016

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »