Sergio Cabral já está preso em Bangu



O ex-governador Sérgio Cabral acabou de chegar ao Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio. Durante o o trajeto, entre a Praça Mauá e Bangu, centenas de pessoas se aglomeraram em passarelas da Avenida Brasil par ver passar o comboio da Polícia Federal que levava Cabral. Ele deverá ter a cabeça raspada assim que der entrada no sistema penitenciário estadual. Segundo Gutembergue de Oliveira, de 45 anos, presidente do Sindicato dos Servidores do Sistema Penitenciário, esta é a rotina dos detentos que dão entrada no presídio José Frederico Marques, o Bangu 10, que funciona como setor de triagem para o Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio.

— Quando um detento chega na triagem é obrigado a raspar a cabeça. Em seguida, recebe o uniforme, que é uma camisa verde e uma calça azul, além de chinelos e uma escova de dentes — disse Gutembergue.


Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão em foto de arquivo de 2014 Foto: Jorge William / Jorge William/ Agência O Globo


Segundo o presidente, após passar pela triagem, Cabral deverá ser transferido para a cadeia pública Petrolino Werling de Oliveira, conhecido também como Bangu 8. A unidade abriga presos com curso superior e é a mema onde ficou o ex-chefe de Polícia Civil Álvaro Lins e o banqueiro Salvatore Cacciola, que atualmente estão em liberdade.

O ex-governador do Rio também será obrigado a aguardar por um prazo de dez a 15 dias para receber visitas. Neste período, ele só poderá ter contato com um advogado.

— A mulher dele Adriana Ancelmo é advogada mas só pode visitá-lo, antes deste prazo, ser for a defensora dele. Não sendo assim, é obrigatório que se aguarde um prazo de 10 a 15 dias. Este tempo serve para que os visitantes se castrem no sistema penitenciário e façam uma carteira de visita — explicou o presidente do sindicato.

A cela onde Cabral ficará deverá ter apenas cama de alvenaria, colchão, cobertor, chuveiro frio e um vaso sanitário. O presidente do sindicato disse que Cabral não será alvo de nenhuma vingança de agentes penitenciários que sofrem com atrasos de pagamento.

— Os agentes penitenciários não clamam por vingança, apenas por Justiça. Cabral será tratado como qualquer outro preso. Nem mais, nem menos — concluiu Gutembergue.

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) divulgou uma nota sobre a entrada de Cabral no Complexo de Gericinó e informou que o ex-governador vai comer as mesmas refeições servidas aos demais detentos. Abaixo, a íntegra do documento.

"A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária informa que Sérgio de Oliveira Cabral Santos Filho deu entrada na Cadeia Pública José Frederico Marques, porta de entrada no sistema e, em seguida, será encaminhado para Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, ambas no Complexo. Cabe ressaltar que a última unidade é destinada a pessoas que possuem nível superior.

A Seap informa ainda que todos os internos do sistema penitenciário fluminense são tratados de forma igualitária, com direito a banho de sol, refeições e visitas após o cadastramento.

Em relação ao tipo de refeição, o cardápio de almoço e jantar é composto por: arroz ou macarrão, feijão, farinha, carne branca ou vermelha (carne, peixe, frango), legumes, salada, sobremesa e refresco. O desjejum é composto por pão com manteiga e café com leite. Já o lanche é um guaraná e pão com manteiga ou bolo.

Ressaltamos que o tamanho das celas são de acordo com o que determina a Lei de Execuções Penais."



Via Extra
17/11/2016



Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »