Suspensão de linha de ônibus prejudica passageiros de diversos bairros de Nova Iguaçu


Moradores da Estrada do Ambaí, denunciam que após um ônibus ter sido incendiado na via, a empresa de Transportes Tinguá, retirou de circulação, arbitrariamente e sem nenhum aviso prévio, desde o dia 27 de outubro, a linha 497B Miguel Couto x Central via Ambaí, com isso, centenas de trabalhadores de bairros como Ambaí, Três Corações, Parque Flora, Bairro Botafogo, entre outros na região, que trabalham no centro do Rio estão sendo prejudicados e ocando suas vidas em risco por terem que andar por quase 30 minutos para conseguir pegar a condução para chegar ao trabalho.




"Perguntamos aos fiscais na Central e em Miguel Couto eles respondem que não tem previsão de retorno. Como uma empresa tira uma linha de circulação sem avisar aos passageiros. Cadê os órgãos responsáveis que não fiscalizam isso?", disse indignada a passageira Aparecida Oliveira, 35 anos, atendente, que para conseguir pegar um ônibus para se deslocar até o trabalho, agora precisa andar cerca de 20 minutos por volta de 4hs da manhã por uma estrada deserta.

Uma das suspeitas dos passageiros para a suspensão da linha, foi que no dia 26 de outubro, um ônibus da empresa de Transportes Tinguá, que fazia a linha 492 Vila de Cava x Central, teria sido incendiado, na Estrada de Adrianópolis, no bairro Monte Castelo, supostamente a mando de traficantes da comunidade Buraco do Boi, em retaliação à morte de um dos chefes do tráfico na região, durante confronto com a polícia. E no dia anterior, um outro ônibus, só que da Empresa Mirante/Vila Rica, que fazia a linha Miguel Couto x Nova Iguaçu, também teria sido incendiado pelo mesmo a mando do tráfico na região.

Em nota, O Detro informou que diante da denúncia foi encaminhada fiscalização ao local. A empresa foi oficiada a retomar imediatamente a circulação da linha e foi aplicada multa por paralisação de linha no valor de R$ 2.657,97. O Detro informa ainda que denúncias e reclamações sobre o transporte intermunicipal, procure a ouvidoria do Detro pelo telefone (21) 3883-4141 ou pelo whatsapp (21) 98596-8545.

Segundo a empresa de Transportes Tinguá, não há previsão para o retorno da circulação da linha 497B Miguel Couto x Central via Ambaí, e o assunto está em análise pela direção da empresa.




Por: Rafael Marinho
Foto: Reprodução
04/11/2016




Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »