Adolescente de Duque de Caxias desaparece na Linha amarela e deixa mãe em desespero



A adolescente Yasmin Barbosa de Souza, de 14 anos, moradora de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, está desaparecida desde o dia 9 de dezembro. Ela teria sido vista pela última vez na Linha Amarela, andando em sentido a Bonsucesso, na Zona Norte do Rio. A mãe, Rose Mary Barbosa Pinto, e a jovem haviam brigado antes do desaparecimento. A menina entrou em contato com o pai na última quarta-feira e não deu mais notícias.

— Brigamos porque ela tem mania de falar com pessoas que não conhece. Nunca fiquei sem a minha filha. Estou desesperada. Não consigo trabalhar, não tenho cabeça. Não como direito. Só durmo com remédio — desabafa a mãe.

No dia 9, um taxista entrou em contato com Rose avisando que Yasmin havia estado em seu carro dizendo que ia para a casa de uma tia. Ao chegar ao destino, em Mesquita, o taxista achou que a história era outra. Segundo a versão do motorista, ele falou com uma mulher, que os recebeu e disse que Yasmin conhecia o sobrinho dela pelo Facebook, mas que ele não estava. A adolescente teria voltado ao carro e dito que não queria ir para casa. O motorista disse que a deixou no mesmo local onde a pegou, na Linha Amarela, e a viu andando em direção a Bonsucesso.

Na última quarta-feira, a adolescente enviou mensagem para o pai e pediu que ele a buscasse na estação de trem de Deodoro. Ele chegou depois do horário combinado e a menina não estava lá.

Yasmin tem 14 anos e mora em Caxias, na Baixada Fluminense Foto: Arquivo pessoal

— Será que foi ela? Posso estar errada. Mas acho que foi alguém que mandou ela entrar em contato com a gente, para que parássemos de procurá-la, de colocar nas redes sociais — diz Rose, que mora na Vila Canaan.

Ela está em contato com os amigos da filha, que não têm ideia de onde a adolescente possa estar. O celular de Yasmin está com a mãe.

— Tudo em vão. Eu já entrei em todas as comunidades no entorno do último lugar em que ela foi vista, hospitais, UPAs. Ninguém a viu. Passam mil coisas pela minha cabeça — afirma Rose, que tem outros dois filhos, um de 29 e outro de 28.

O caso está com a Polícia Civil, que instaurou procedimento para localizá-la. Quem tiver informações sobre o paradeiro de Yasmin, pode entrar em contato com a mãe, pelo 96499-2198 e pelo Disque-Denúncia, no telefone 2253-1177.


Via Extra
21/12/2016

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »