Consumidores acusam Light de arbitrariedade e multas indevidas em Nova Iguaçu


Inconformados com supostas arbitrariedades e aplicações de multas por parte da empresa Light, um grupo de moradores de Nova Iguaçu decidiu não ficar calado e denunciou a concessionária de energia elétrica no Ministério Público. Segundo relatos, recentemente a Light tem realizado operações para detectar ligações clandestinas de energia, os famosos gatos, porém, alguns moradores afirmam que multas estão sendo aplicadas até em quem não tem nenhuma irregularidade e que técnicos da empresa estariam ameaçando e coagindo moradores a lhes pagarem propina para que não recebam as multas supostamente indevidas.

O motorista José Carlos Souza Santos (esquerda), de 45 anos, morador do bairro Parque Flora, alega ser um dos consumidores que teria recebido multa indevida da Light. Segundo ele, mesmo sem haver nenhuma irregularidade nas instalações elétricas de sua residência, teria recebido uma multa de quase R$ 3 mil. "É um absurdo isso que a Light está fazendo conosco. Na minha casa não tem gato nem nunca teve, somos uma família humilde mas sempre prezamos a dignidade. Por isso, vou correr atrás dos meus direitos, pois me recuso a pagar multa sem ter feito nada de errado", afirmou indignado.

Já o comerciante Francisco José Domingues, de 50 anos, morador do mesmo bairro, afirma que um técnico da Light teria lhe pedido propina para que ele não recebesse uma multa por uma suposta ligação clandestina encontrada em sua residência. "Isso é uma covardia! Se a Light afirma que roubo e energia é crime, enviar multa indevida é o que então? Espero uma decisão sensata e coerente da Justiça.", disse.

O comerciante Denílson Marques, de 46 anos (centro) é formado em direito e está oferecendo orientação jurídica aos vizinhos que alegam ter recebido multas indevidas. "Estou encaminhando para o Ministério Público, todos os casos de clientes da light que alegam ter recebido multas indevidas. Acredito que a Justiça irá resolver esta questão que está atormentando vida de tantas pessoas.", explicou Denílson.

Em nota, a Light informou que nenhum funcionário está autorizado a receber qualquer valor em nome da empresa e que repudia e não compactua com qualquer desvio ético de profissionais da empresa ou a serviço dela e pede para que o cliente, ao perceber qualquer anormalidade no comportamento destes, denuncie pelo Disque-Light (0800-021-0196). Esta denúncia é mantida em sigilo.

Por: Rafael Marinho
Foto: Reprodução
29/12/2016


Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »