Filho da funkeira Tati Quebra Barraco havia sido preso e condenado por furto



O filho da funkeira Tati Quebra Barraco, morto a tiros na madrugada deste domingo na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio, já havia sido condenado pela Justiça. Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos, foi preso em flagrante, em novembro do ano passado, por furto qualificado, mas ganhou liberdade oito meses depois. O jovem foi condenado a dois anos de reclusão pelo crime em setembro deste ano. A pena foi convertida em punição alternativa — limitação de fim de semana e prestação de serviços à comunidade. Ele estava recorrendo em liberdade.


Ao dar entrada no sistema prisional, Yuri ficou na cadeia pública José Frederico Marques, no Complexo Penitenciário de Gericinó, Zona Oeste do Rio. Ele foi depois transferido para o presídio João Carlos da Silva, em Japeri, Baixada Fluminense. A unidade abriga presos da maior facção criminosa do Rio, a mesma que comanda o tráfico na Cidade de Deus. O filho da cantora tem ainda oito passagens pela polícia, a maioria por roubo e furto, quando ainda era menor de idade.


Yuri foi baleado durante um confronto na Cidade de Deus. Além dele, também foi morto Jean Rodrigues de Jesus, de 22 anos. O jovem tinha duas passagens pela polícia, pelos crimes de roubo e furto.

Cantora fez desabafo no Facebook
Cantora fez desabafo no Facebook Foto: Reprodução / Facebook


Na manhã deste domingo, a funkeira Tati Quebra Barraco usou as redes sociais para desabafar sobre a morte do filho. Na postagem, ela se pergunta onde errou: " Em que eu errei? Em que não fui rude? O que eu deixei faltar? Você e seus irmãos sabem o que eu fiz e venho fazendo pra dar o melhor pra vocês."
Tati também pede desculpas ao filho, caso tenha errado e afirma que vai fazer melhor pela neta Pérola: "Agora temos a Pérola para educar, melhorar o que eu não fui capaz de fazer por você. Me desculpe seu fui uma péssima mãe ou se ensinei da maneira errada, eu só queria o seu melhor."

Filho da funkeira Tati Quebra Barraco morreu na madrugada deste domingo Foto: Divulgação


O confronto aconteceu na localidade da Quintanilha, no início da madrugada desta domingo. Os jovens chegaram a ser socorridos para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas não resistiu.

De acordo com o comandante da UPP Cidade de Deus, capitão Daniel Cunha Neves, os policiais da UPP Cidade de Deus foram até a localidade para checar denúncia de tráfico de drogas. Chegando ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos. Segundo Neves, além de Yuri e Jean, havia outros cinco bandidos.

No local onde houve o confronto, foram encontrados dois radiotransmissores, uma pistola e drogas. Na semana passada, na Quintanilha, houve outro tiroteio, que terminou com quatro presos. Os criminosos estariam tentando implementar uma boca de fumo no local.

A Divisão de Homicídio da capital está investigando a morte de Yuri e Jean. As armas dos seis policiais envolvidos no confronto foram apreendidas pela Polícia Civil e serão periciadas.

Via Extra
11/12/2016

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »