Manifesto contesta provável secretário de Cultura de Nova Iguaçu

O músico Daniel Guerra, da Banda Pimenta do Reino (a esquerda), e o artista plástico, Antônio Filipak, estão entre os ativistas culturais que assinaram o documento 

Quarenta e sete nomes assinam um manifesto que roda nas redes sociais pedindo explicações sobre o futuro chefe da Cultura iguaçuana. Segundo os ‘assinantes’ do documento um dos nomes ventilados, Juarez Barroso, não é do ramo e nem morador da cidade. “Não podemos mais assistir a nomeações políticas sem nenhum compromisso com o interesse cultural, simplesmente para distribuir cargos entre amigos ou simplesmente a importação de pessoas de fora da cidade como se não houvesse gente inteligente e qualificada para serem gestores da cultura local e com maior conhecimento da causa”, diz um dos principais trechos da publicação, que promete agitar a classe dos artistas independentes a partir de janeiro. O ex-secretário da pasta no Governo Sheila Gama, o advogado Anderson Ávila, também foi citado pelos ‘desgostosos’.



>> O teor do manifesto: Prefeito: tem jeito de fazer bem feito, hein! Esta semana foi anunciado o nome de Juarez Barroso para secretário de Cultura de Nova Iguaçu, e a classe artística viu com desconfiança a indicação do nome de uma pessoa que nem é da categoria e nem da cidade. Mas calou-se, observando a atitude. Nos últimos dias têm se especulado para subsecretário da mesma pasta o nome do ex-secretário de Cultura do governo Sheila Gama, Anderson Batata, que é da cidade, mas não faz parte da classe artística, não tem interlocução com a mesma e não teve sua gestão aprovada pela categoria. 


Se já não bastasse a mesma secretaria do governo anterior, não podemos mais assistir a nomeações políticas sem nenhum compromisso com o interesse cultural, simplesmente para distribuir cargos entre amigos, ou, simplesmente, a importação de pessoas de fora da cidade, como se não houvesse pessoas inteligentes e qualificadas para serem gestores da Cultura local. E com maior conhecimento da causa! É só procurar direito, que se acha. Os artistas e produtores estão cansados de candidatos que chegam aos movimentos culturais sem base nenhuma e entendimento para tirar proveito em suas candidaturas nas eleições. Os artistas e produtores culturais abaixo-assinado solicitam ao prefeito eleito Rogério Lisboa sensibilidade nessa hora. 


Que repense estas nomeações, pois caso contrário já vai começar fazendo mal feito na área cultural. Todos sabemos que o ponto forte da sua campanha foi de pregar o diálogo, coisa que o antecessor não fazia. Nós estamos prontos para isso e acreditamos que essa postura não seja só a de promessa de campanha, mas que o diálogo se faça agora na sua gestão. *Obs. Este manifesto não tem por objetivo o apoio a nenhum nome, especificamente, para ocupar cargos, mas tão somente mostrar a preocupação das pessoas com os rumos da gestão cultural da cidade.

Assinam este documento em ordem alfabética.

Ailton José (artista plástico)
Antônio Filipak (artista plástico)
André nascimento (músico)
Anderson Claro (músico)
Alberto Souza (músico/Trio Nordestino)
AMBFA – Associação de Músicos da Baixada Fluminense e Adjacências
Carlos Zurrck (poeta, escritor, historiador)
Carmen Paiva (sambista)
Cezar Renato (produtor)
Clerio Monteiro (músico)
Carina Lagus (cantora)
Dudu de Morro Agudo (músico e produtor/Enraizados)
Douglas Bastos (músico)
Douglas Borssati (sanfoneiro, músico)
Daniel Guerra (conselheiro de Cultura do Estado, músico,compositor/Pimenta do Reino)
Diego Bion (produtor cultural)
Eliane Gonçalves (escritora e artista plástica)
Everton Mesquita (ator e produtor)
Eduardo de Oliveira (músico)
Elizeu do Trombone (músico)
Guilherme Rocha (músico/Pimenta do Reino)
Gilson Cígolo (músico)
Gregório Lima (dançarino)
Henrique Souza (poeta, professor de sociologia e filosofia)
Ivana de Sá Nascimento (poetisa)
Joaquim Alves Gonçalves (músico)
Jorge Canaan (músico)
Jorge Ferreira (fotógrafo e produtor)
Junior Prata (produtor do Sarau Prata e Poesia)
Johnson do Trombone (músico)
Junior Domingues (músico/Pimenta do Reino)
Luiz Cláudio (poeta e jornalista)
Marcos Ferreira (ator e produtor)
Marcos Moog (produtor musical)
Marvin Maciel (compositor e músico)
Marcelo Peregrino (músico, compositor e produtor)
Mozart Larangeira (músico)
Macedo Griot (poeta, músico e historiador)
Nilo Olegário (músico)
Paulo China (cineasta)
Paulinho Sapuri (músico)
Ronaldo Calazans (poeta, produtor do Sarau Um Dedo de Prosa)
Rogério Costa (produtor e jornalista)
Robson Souza (músico do Trio Pé de Serra)
Vinícius Henrique (músico e compositor)
Wendel dos Reis (produtor)
Zeca Carvalho (produto de eventos)

Por Jota Carvalho
Via Jornal de Hoje

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »