Presa por sequestro de grávida fez diário de suposta gravidez em rede social


Thainá da Silva Pinto, de 21 anos, presa nesta segunda-feira, suspeita de ter sequestrado a grávida Rayanne Christini, de 22 anos, montou uma farsa em que até a própria família e amigos foram enganados. Ela disse a todos que estava esperando uma filha e fez um diário da suposta gravidez nas redes sociais e já havia, inclusive, escolhido o nome da criança: Laura. Pelo menos desde setembro deste ano ela publica imagens da suposta gravidez e faz referências ao bebê. Mas, para pessoas próximas à jovem, a história já durava quase o período inteiro de uma gestação.

A polícia ainda não revelou detalhes da investigação e segue fazendo buscas por Rayanne. No entanto, o irmão da suspeita afirmou que a família foi enganada pela jovem.
Thaina enganou a família dizendo que estava grávida

- Não podemos acreditar. Estamos com medo de acontecer alguma coisa com a nossa família. Se ela fez alguma coisa, não temos nada a ver com isso. Nossa família é evangélica. Todos nós somos trabalhadores. Não dá para acreditar no que está acontecendo - disse o jovem, que prefete não ser identificado.
O rapaz contou que os pais estão passando mal desde que a polícia foi à casa deles. A família acreditava na gravidez e comprou berço, carrinho de bebê e roupinhas.

Thaina enganou a família dizendo que estava grávida Foto: Reprodução/Facebook

Nem mesmo após o desaparecimento de Rayanne, do qual é suspeita, ela deixou a farsa de lado. No dia 15 de dezembro, dois dias após o desaparecimento da grávida na Central do Brasil, Thainá publicou fotos da barriga de gestante e fez homenagens à bebê.

Uma das imagens publicadas por Thainá nas redes sociais é de uma barriga de grávida
Uma das imagens publicadas por Thainá nas redes sociais é de uma barriga de grávida Foto: Reprodução/Facebook

Thainá é casada há cerca de três anos, segundo pessoas próximas à suspeita. O marido dela também publicava fotos de roupas de bebê e se dizia ansioso pela chegada da criança. "Que venha minha princesa!", escreveu em uma publicação. Thainá, que no Facebook é identificada como "Thaynná Lima", respondeu ao post dizendo "nossa (princesa)!".


Thaina e o marido comemoravam nas redes a 'chegada' da bebê

Thaina e o marido comemoravam nas redes a 'chegada' da bebê Foto: Reprodução/Facebook

Em outra publicação, ela aparece ao lado do marido, com roupas de bebê no colo. Ele escreveu: "Já acordamos vendo roupas de neném". Thainá comentou com figurinhas na publicação.

Posts com roupinhas de bebê eram frequentes
Posts com roupinhas de bebê eram frequentes Foto: Reprodução/Facebook

Os grupos e páginas que Thainá segue nas redes sociais revelam um pouco da personalidade da suspeita e de como ela montou uma vida paralela na internet, construída para ajudar a sustentar a falsa gravidez e para ter credibilidade na hora de entrar em contato com outras grávidas. Foi esse perfil que serviu como isca para que ela se aproximasse de Rayanne e outras jovens. Em seu perfil no Facebook, a suspeita participa de diversos grupos de troca, doações e desapegos no Rio de Janeiro. Foi em um desses grupos que ela teria conhecido a grávida desaparecida e trocado telefones com a jovem.
No Facebook, Thainá também se posiciona contra o aborto, fazendo parte de grupos como "Geração Pro-vida", "Contra o aborto", "Brasil sem aborto", "Cultura da Vida" e "Família, instituição divina". A jovem, que é de família evangélica, participava de cultos no Centro Evangelístico Internacional, em Magé, onde mora. Ela também é seguidora de cantoras evangélicas e a da pastora Bianca Toledo. Nas redes sociais, pessoas que frequentavam a igreja estavam chocadas com o envolvimento da jovem no desaparecimento de Rayanne.

Conhecidos demonstraram surpresa com envolvimento Foto: Reprodução/Facebook

Thainá também participa de grupos de "tentantes", mulheres que querem engravidar e diversas páginas de trocas e doações de itens de bebê. No entanto, grande parte das páginas sobre gravidez faziam referência à mães de meninas, um dos desejos de Thainá. Foram as peças da suposta filha, inclusive, que atraíram Rayanne para o encontro com a jovem. Para a grávida, porém, Thainá disse que sua filha já havia nascido de sete meses e que, por isso, as peças não cabiam mais nela. Nas redes sociais e na vida pessoal, a história que sustentava era diferente.


Além de páginas de gravidez, grupos 'fitness' faziam parte dos interesses de Thainá
Além de páginas de gravidez, grupos 'fitness' faziam parte dos interesses de Thainá Foto: Reprodução

Além da vontade de engravidar, Thainá demonstrava não estar satisfeita com o próprio corpo. Ela é participante de páginas sobre cirurgia bariátrica. Há, pelo menos, quatro grupos sobre o assunto no perfil da jovem. Mas as páginas "fitness" têm ainda mais destaque entre os interesses de Thainá. Ela é participante de grupos como "projeto eu caí na real", "marombando e trincando", "gordinha chegando lá", "fit girls" e "mulheres que treinam". Além disso, a jovem seguia nutricionistas e 'musos e musas' fitness.
Uma das páginas que chama a atenção no perfil da jovem é a "Vamos ajudar um grupo de mulheres gordinhas a resgatar sua auto estima". Na página há grande estímulo à perda de peso. "São mulheres gordinhas que se acomodaram e se largaram até porque a situação delas não são favoráveis. Passam por dificuldades e mesmo querendo ir à luta e procurar emprego, estudar, etc... não tem roupas apropriadas para tal", diz uma das postagens do grupo.
Thainá foi presa nesta segunda-feira, após prestar depoimento na Cidade da Polícia, no Jacaré. Familiares dela a reconheceram nas imagens de segurança da Central do Brasil, onde as duas se encontraram. As imagens mostram o momento em que Thaina deixou o local na companhia de Rayanne.
Segundo familiares de Rayanne, a suspeita teria feito contato com a jovem pelo Facebook e dito que faria doação de roupinhas para a bebê de Rayanne. Elas marcaram um encontro no dia 13 de dezembro, na Central do Brasil, no Centro do Rio. De lá, seguiriam para a casa de Thaina, na divisa entre Guapimirim e Magé, na Baixada Fluminense, para buscarem as roupas. Rayanne, porém, não retornou para casa.

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »