Agentes penitenciários encontram túnel que era cavado em direção à presídio da Baixada Fluminense



Uma cena inusitada foi encontrada por agentes penitenciários na tarde da última terça-feira, na Baixada Fluminense. Eles flagraram um túnel de aproximadamente dez metros que estava sendo cavado em direção à Cadeia Pública Romeiro Neto, em Magé. 



O buraco estava sendo aberto em direção à galeria A da unidade. Segundo informações, na Cadeia Pública, há 1,2 mil presos do Comando Vermelho. No entanto, há vaga para 564 detentos.


A Secretaria de Administração Penitenciária se manifestou através de nota: “Após um alerta de um inspetor, equipes da Coordenação de Niterói, da direção da Cadeia Publica Romeiro Neto, da Colonia Agrícola de Magé e inspetores penitenciários do GSSE encontraram na parte externa do Romeiro Neto, em Magé, um túnel de aproximadamente dez metros que ligaria rua a cela A. Com a descoberta inspetores evitaram a tentativa de fuga de internos dessa unidade”, diz a nota.

Em fevereiro de 2013, 31 presos fugiram do Instituto Penal Vicente Piragibe, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, após cavarem um túnel que dava na rede de esgoto.

E ontem de manhã na Zona Oeste, a Penitenciária Esmeraldino Bandeira, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, teve um tumulto entre os presos. A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que não há rebelião. 

Segundo a Seap, houve uma briga entre seis internos e a situação foi controlada pela direção do presídio. Segundo a Seap, o Grupamento de Intervenção Tática foi acionado, mas não houve necessidade de incursão na unidade.


Via Jornal de Hoje
19/01/2017

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »