Bombeiros podem paralisar serviços caso governo do Rio não pague salário de dezembro



A próxima terça-feira, dia 17, será decisiva para os bombeiros militares do Estado do Rio. Em conversas entre oficiais da corporação, ficou estabelecido que no início do expediente de terça, às 8h, os bombeiros terão reuniões em diversos quartéis atrás de uma forma de ação para cobrar o salário de dezembro. 



A tendência é que os servidores ofereçam um prazo até a próxima sexta-feira, dia 20, para o pagamento do vencimento. Caso isso não aconteça, a partir de sábado, os serviços serão racionalizados apenas para eventos de grande riscos e prejuízo material, como colisões de veículos, queda de motos, incêndios e atropelamento.

A iniciativa partiu de bombeiros que pertencem a ala 3 da corporação. Essa ala estará em atuação nos quartéis do Centro, Vila Isabel, Grajaú e outras unidades. De acordo com servidores, são quatro alas que atuam no serviço do Corpo de Bombeiros. A intenção da ala 3 é de incentivar as demais unidades a participarem de uma paralisação dos serviços caso ela aconteça. Segundo a Associação dos Bombeiros Militares do Estado do Rio, a tendência é que outras unidades acompanhem a movimentação do grupo.

— Temos compromisso com a população e vidas alheias, porém, não podemos passar fome. Faço um apelo ao Governador, pague os salários, antes que o pior aconteça — alertou Mesac Eflaín, Presidente da Associação dos Bombeiros.

Os bombeiros também reclamam da falta de pagamento do 13º salário e de gratificações de serviço extra (PROG), atrasadas há meses, contando o período da Olimpíada. Outra cobrança é sobre o depósito em dia, e integral, dos proventos de aposentados e pensionistas da corporação.


Via Extra
14/01/2017

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »