Corpo de Russo é enterrado em Duque de Caxias

Familiares e amigos no enterro do ex-assistente de palco Russo, neste domingo, 29, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (Foto: Roberto Teixeira / EGO)

O corpo de Russo, ex-assistente de palco da TV Globo, foi enterrado por volta das 12h30 deste domingo, 29, no Cemitério de Xerém, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O velório aconteceu durante toda a manhã. Russo, que estava com 85 anos, morreu na manhã do sábado, 28, no Rio. Ele estava internado há uma semana no hospital Mário Lioni, em Duque de Caxias. A causa do falecimento, segundo boletim do hospital, foi infecção pulmonar.

Russo deixou uma filha, quatro netos e dois bisnetos. "Fica um vazio imenso. Cresci indo para a Globo com ele, que me levava quando eu era pequena e cuidava de mim. Agora no final ele veio morar comigo e virou meu bebê, meu filho. Passei a cuidar dele. De uns tempos para cá o Alzheimer ficou cada vez mais agressivo. Tinha que levar ele ao banheiro, dar banho. Mas, apesar da doença, ele lembrava tudo que o havia marcado. Ele acordava à noite e falava: 'Prepara a minha mochila que eu vou trabalhar'. Eu pegava, arrumava e a gente ia até o portão. Ele perguntava se o táxi que ia buscá-lo. Depois, dizia que estava cansado e voltava para casa. Fiz esse trajeto por várias vezes, até ele ficar mais debilitado e parar de andar, agora no final", disse Fernanda, única filha do ex-assistente de palco.


'Meu avô era um cara incrível'


Barbara e Bruna, netas de Russo, também estavam muito emocionadas. "Ele ficou um pouco debilitado por conta do Mal de Alzheimer, mas na medida do possível estava bem. Meu avô era um cara incrível, só vou guardar boas recordações dele", disse Barbara.

Bruna também falou com orgulho do avô e relembrou histórias que ele gostava de contar aos familiares. "Ele sentia muito orgulho da trajetória dele, de tudo o que fez na televisão. Mas sempre fazia questão de frisar que veio do circo. Do meu avo só ficam coisas boas, com ele não tinha tristeza. Ele sempre tentava alegrar todos que estavam por perto", contou.
Amigos e familiares se despediram de Russo

'Ele amava viver'
Adriana Mello, ex-mulher de Russo, estava inconsolável. "O Russo foi a pessoa que conheci que mais lutou nessa vida. Estou conformada porque sei que ele está descansando. Ano passado ele foi internado quatro vezes. Ele dizia que não queria morrer, amava viver. Nunca vi uma pessoa lutar tanto pela vida".

O fã Edson Rosa, de 47 anos, foi ao velório e levou um cartaz onde se lia "Je suis Russo" ("eu sou Russo", em francês). "Sou fã dele há muitos anos. A última vez que o encontrei foi em novembro de 2013. Gostava de tudo no Russo, principalmente quando ele jogava bacalhau no programa do Chacrinha. Esse cartaz eu fiz quando ele ficou doente, levava para a porta do hospital. Muito triste saber que ele se foi", comentou Rosa.

O pastor Antonio Moraes, da igreja evangélica Assembleia de Deus Boa Esperança, onde Russo passou a frequentar com a filha, Fernanda, após se converter a religião, realizou uma cerimônia na capela.

Uma coroa de flores enviada por Angélica e Luciano Huck foi recebida com muita emoção pelos familiares. Russo trabalhou no "Caldeirão do Huck" por muitos anos e, segundo a filha, o apresentador era um dos famosos por quem Russo tinha mais carinho. O cantor Zeca Pagodinho também enviou uma coroa de flores para homenagear Russo.

Famosos lamentam

Nas redes sociais, famosos como os apresentadores Xuxa e Luciano Huck lamentaram a morte de Russo. "Russo, continue correndo de um lado para o outro e alegrando a todos, só que agora em um lugar especial. Você fez parte da minha história, vai com Deus", escreveu Xuxa no Instagram.

Histórico de internações


Em 2015, Russo passou por duas internações após sofrer dois AVCs. O primeiro acidente vascular cerebral aconteceu em junho. Na época, seu estado era considerado grave, segundo boletim médico do Hospital Pasteur, onde esteve internado por seis dias. Em novembro, o ex-assistente de palco passou por nova internação pelo mesmo motivo. Dois dias depois, Russo foi liberado.

Carreira

Russo ficou famoso ao trabalhar ao lado de Abelardo Barbosa, o Chacrinha, em 1965, de quem foi assistente de palco até a década de 1990. Russo também trabalhou nno "Domingão do Faustão", "TV Xuxa", "Estrelas" e "Caldeirão do Huck".


Via Ego Globo
29/01/2017


Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »