Em meio à crise, prefeito de Belford Roxo aumenta o número de secretarias

Foto: Reprodução Rede Globo

Enquanto a população de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, enfrenta uma grande crise na área da saúde, a prefeitura publicou, no Diário Oficial do município desta quarta-feira (5), o aumento do número de secretarias. De acordo com o decreto, o número de secretarias passa de 25 para 32 pastas. O município também enfrenta uma situação de calamidade financeira e os servidores não recebem salário desde setembro.

No entanto, segundo o atual prefeito, Waquinho (PMDB), a mudança vai gerar economia para o município. “Na verdade, essa mensagem enviada à Câmara de Vereadores para criar nova estrutura era necessária porque descentraliza os serviços e diminui os custos. Nós tínhamos aqui uma folha de pagamento, no governo anterior, de R$ 37 milhões, eu estou reduzindo essa folha a até, no máximo, R$ 23 milhões”, alega o prefeito.

Ainda segundo ele, a gestão anterior tinha mais secretarias, mas o número de cargos em cada uma delas era maior. “Mesmo com o número maior de secretarias para descentralizar os serviços, o nosso número de cargos é muito menor, tanto que a estrutura anterior do governo custava em torno de R$ 15 milhões, a nossa estrutura custa R$ 3,5 milhões e só vamos gastar 50% dessa estrutura.

Sobre o salário do prefeito e secretários, Waguinho disse que pediu à Câmara de Vereadores e redução imediata desses valores. “O salário do prefeito, que era R$ 24 mil, passa a ser R$ 11.250. O salário do secretário era R$ 10.400, com dobra. Tinha secretário no governo anterior que ganhava mais de R$ 20 mil. No nosso governo o secretário vai ganhar R$ 8 mil, sem dobra, e o maior cargo depois do secretário é de R$ 5.500 para os secretários adjuntos”,

Já com relação ao atraso de quatro meses no salário dos servidores, o prefeito disse que a equipe da secretaria da Fazenda está estudando uma forma de fazer os pagamentos e que o salário de janeiro, que é de responsabilidade da sua gestão, será pago. “O salário que compete ao novo governo, que começou no dia 1° de janeiro de 2017, nós vamos pagar antecipado. Receberiam, no quinto dia útil do mês de fevereiro, vão receber no dia 28 de janeiro. Nós também temos aqui um bloqueio de R$ 10 milhões que estamos entrando com uma medida liminar para desbloquear esse dinheiro e com esse dinheiro nós vamos começar a pagar os salários”, disse Waguinho.


Via G1
05/01/2016

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »