Hospital de Itaguaí cancela cirurgias eletivas e atende só emergência

Muitos aparelhos novos foram encontrados sem uso, como uma incubadora com um cartaz que avisa que a mesma está com defeito

O Hospital Municipal São Francisco Xavier, em Itaguaí, só tem condições de realizar cirurgias de urgência ou emergência e cesarianas. Com apenas uma sala do centro cirúrgico funcionando – as outras três estão com infiltrações e equipamentos danificados -, a solução foi atender aos pacientes graves. As cirurgias eletivas, que têm uma fila de espera com mais de 500 pessoas, estão temporariamente suspensas.


“Encontramos o hospital com apenas um médico na emergência, sem remédios e equipamentos, e com muitas infiltrações. Hoje, conseguimos retornar com quatro médicos, abastecer um pouco a farmácia e fazer o levantamento das obras necessárias na unidade. E começaremos logo pelo centro cirúrgico”, explicou o diretor administrativo Aleksander Wingler, que espera retomar em breve as cirurgias eletivas.

Muitos equipamentos da unidade estão danificados e sucateados por falta de manutenção. Eles estão amontoados numa enfermaria, onde podem ser encontrados carros de anestesia, aparelhos de medir pressão arterial, berços aquecidos e camas elétricas, a maioria são aparelhos novos.


O tomógrafo comprado há mais de um ano ainda está encaixotado. As obras para instalação do equipamento foram paralisadas há meses e a unidade também não está realizando exames laboratoriais por falta de insumos.

Já o berçário está cheio de goteiras. Nos dias de chuvas, os funcionários precisam afastar os berços aquecidos e outros equipamentos para não serem danificados pela água que escorre pelas paredes. Outro problema é a carência de equipamentos, pois existem apenas cinco berços funcionando.

Postos de saúde


Nos postos de saúde, a situação não é diferente. Muitas unidades estão com mofos, rachaduras e infiltrações imensas, causadas por falta de manutenção nas estruturas físicas dos prédios. Não há medicamentos e insumos e os equipamentos estão com defeito. Os consultórios de odontologia, por exemplo, deixaram de atender há meses por conta dos aparelhos queimados.

Apesar da realização no ano passado de uma obra no telhado do posto de saúde do Engenho, está chovendo dentro de quase todos os consultórios, aumentando diariamente o risco de um curto circuito. Durante as últimas chuvas, várias salas alagaram, documentos ficaram encharcados e computadores foram danificados.


No posto de saúde Monte Serrat, o autoclave, que é usado na esterilização de instrumentos, está com defeito há mais de dois anos. Um novo aparelho foi comprado na época, mas desde então permanece encaixotado aguardando a instalação.


Via Jornal de Hoje
17/01/2017

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »