Rogério Lisboa toma posse em Nova Iguaçu


Em tom de campanha eleitoral, o prefeito de Nova Iguaçu Rogério Lisboa (PR) fez duras críticas à gestão passada, disse que o município deveria pedir desculpas aos servidores por não pagar os salários e anunciou que vai decretar estado de calamidade financeira. À medida possibilita cortar mais do que os 25% limitados pela lei das licitações nos contratos. Rogério tomou posse na manhã deste domingo (1), na Câmara Municipal de Nova Iguaçu.
]
Ele afirmou que o ex-prefeito arrecadou só em dezembro mais de 90 milhões de reais e que não haveria motivos para atrasar os salários dos servidores. "Consultei o Portal da Transparência porque não houve transição. Vimos que a Prefeitura tinha dinheiro em caixa, mas, infelizmente, os funcionários passaram o Natal e o Revéillon sem os salários de novembro e sem o 13º", ressaltou. O ex-prefeito Nelson Bornier ainda não se manifestou sobre declarações.
Rogério garantiu que fará um governo de diálogo e comprometido com o povo, cuja palavra de ordem será o respeito. "Tenho como meta um, pagar os servidores em dia e encontrar uma saída para os salários atrasados. Em nossa gestão, os servidores receberão rigorosamente em dia", prometeu o prefeito sob aplausos do plenário lotado.

O prefeito lembrou das dificuldades que o Hospital da Posse enfrenta. De acordo com ele, a responsabilidade não é somente do Município mas também dos governos federal e estadual, porque atendem também aos municípios vizinhos. Ele anunciou que vai notificar o Ministério da Saúde dando 90 dias para o Governo federal adequar o repasse de verbas para o hospital. Hoje a unidade recebe R$ 6 milhões por mês e deveria receber R$ 14,5 milhões, pelas regras do SUS e do contrato de sessão, celebrado em 2002, quando o hospital foi municipalizado.
Como forma de reduzir os gastos, Lisboa afirmou que vai reduzir ou zerar os imóveis alugados. Só de aluguéis o município gasta cerca de R$ 600 mil por mês. O prefeito disse ainda que pretende governar na sede da Prefeitura, no Centro. O prédio do antigo gabinete, alugado por cerca de R$ 30 mil mensais, será devolvido.


Confira abaixo a lista dos secretários:
Carlos Roberto Ferreira - vice-prefeito / secretário de Economia e Finanças.
Cleiton de Souza Rodrigues - secretário de Governo.
Rojane Calife Jubram Dib - secretária de Educação.
Hildoberto Carneiro de Oliveira- secretário de Saúde.
Cleide de Oliveira Moreira - secretária de Obras.
Herval Barros de Souza - secretário de Trânsito.
Fabiano Muniz da Silva - secretário de Administração e expediente da secretaria de Planejamento.
Fernando Gomes Cid - secretário de Desenvolvimento Econômico.
Juarez Barroso Ferreira - secretário de Cultura.
Daniel M. Barbiratto secretário de Esporte.
Alexandre Alverca - secretário de Assistência Social.
Roberto de Oliveira Penteado - secretário de Segurança.
Rafael Alves de Oliveira - Procurador Geral.
Matheus da Silva José - Controlador Geral.
Paulo César de Souza - diretor / presidente da Companhia de Desenvolvimento de Nova Iguaçu (CODENI).
Elton Cristo da Silva - Empresa de Limpeza Urbana (Emlurb).
Miguel Arcangelo Ribeiro - diretor / presidente da Fundação Educacional e Cultura de Nova Iguaçu (FENIG).
Jorge Mussauer - diretor / presidente do Instituto de Previdência dos servidores municipais de Nova Iguaçu (PREVINI).

Via PMNI
02/01/2017


Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »