Clinica de hemodiálise em Nova Iguaçu conveniada ao SUS anuncia que vai interromper atendimento



NOVA IGUAÇU - Em nove anos como paciente renal, o aposentado Marcônio Alves Pereira, de 50, corre o risco de ficar, pela primeira vez, sem o serviço de hemodiálise. A clínica onde faz o tratamento, Renalcor, em Nova Iguaçu, mandou um aviso aos pacientes na semana passada, anunciando que vai interromper os serviços amanhã, devido a problemas financeiros.


Conveniada ao SUS, a clínica não recebe repasses desde outubro. Marcônio teme a interrupção do tratamento.

— Faço hemodiálise três vezes por semana e consigo levar uma vida normal. Nesta clínica, estou há dois anos e meio e nunca aconteceu isso. Eu e minha família estamos nervosos — desespera-se Marcônio, alegando que a unidade atende cerca de 120 pacientes.


A orientação aos pacientes é que façam o serviço em outra clínica, conforme determinou a Secretaria de Saúde.

— Me orientaram a procurar a secretaria ou um hospital, mas a gente vê que todos por aí estão sem insumos — diz Marcônio.

A Secretaria de Saúde de Nova Iguaçu informou que o pagamento ao mês de dezembro foi realizado na última sexta-feira, 17, e que o valor foi repassado pelo Ministério da Saúde no início deste mês.



Disse ainda que a atual gestão encontrou duas faturas com atrasos (outubro e novembro), e que as parcelas constam no sistema do Fundo Nacional de Saúde como repassadas para a prefeitura ano passado, mas o dinheiro não chegou ao destino. Informou que está apurando e avaliando como quitar os débitos do governo passado. A Secretaria de Saúde garantiu que, caso haja paralisação pela Renalcor, os pacientes serão transferidos para outra clínica credenciada no município. O ex-prefeito de Nova Iguaçu negou as alegações e disse que o repasse foi feito à Renalcor em dia.


Via Extra
Por Cíntia Cruz
20/02/2017




Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »