Paulista chega ao Rio em busca de trabalho, perde tudo em roubo e não consegue registrar ocorrência



O torneiro mecânico Fábio José dos Santos, de 44 anos, veio do interior de São Paulo para o Rio em busca de emprego. Há duas semanas, ele vive com a mulher e duas filhas numa moradia improvisada próxima ao Viaduto da Mangueira, na Zona Norte. 



No último dia 13, quando saía à procura de trabalho, três homens armados roubaram o seu celular, a mochila e a carteira. Após o roubo, Fábio correu até a 20ª DP (Vila Isabel) para registrar o assalto e, assim, conseguir novos documentos. Por conta da greve da Polícia Civil, saiu de mãos abanando.

— Na delegacia, me deram um papel ensinando a fazer o registro pela internet, mas eu não tenho nem casa. Como vou fazer isso? Sem os documentos, não sei o que vou fazer — desabafou Fábio.

O crime que vitimou o torneiro mecânico é um entre milhares que deixaram de ser registrados no Rio desde 17 de janeiro, quando começou a paralisação da polícia. Ontem, levantamento feito pelo EXTRA revelou que a greve da Polícia Civil maquiou os números da violência no estado. Roubos a pedestres, como o sofrido por ele, apresentaram queda de 78% em relação ao mesmo período de 2016.

Para Fernando Antonio Bandeira, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Rio (Sinpol), a distorção nos dados é menos relevante do que a falta de pagamento dos agentes.

— O movimento respeitou as ocorrências mais graves, como um homicídio ou um latrocínio, questões que não poderiam ser deixadas para depois — afirmou Bandeira.

Ontem, a direção do Instituto de Segurança Pública (ISP) se reuniu com pesquisadores para comunicar que os indicadores criminais de janeiro serão divulgados ainda nessa semana com a informação de que os dados foram impactados para a greve. Durante o encontro, os participantes se mostraram preocupados com um possível uso políticos dos números.

Nas delegacias que aderiram à greve, só são registrados casos de homicídios, sequestros, estupros e roubos de carros.


Via Extra
21/02/2017


Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »