Tiro, porrada e bomba no Centro do Rio



Servidores do estado e policiais militares entraram em confronto em frente à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e em outras vias do Centro, na tarde desta quarta-feira (1). Os manifestantes reivindicaram a regularização dos pagamentos. O ato marcou a reabertura da casa, após o período de recesso.

Os protestantes colocaram fogo em lixos e alguns objetos, enquanto que homens do Batalhão de Choque (BPChoque) revidaram com balas de borracha e bombas de efeito moral. Um ônibus foi incendiado na Avenida Rio Branco, bancos e lojas tiveram as vidraças quebradas.

Um agente da Polícia Civil foi preso por efetuar disparos contra PMs na Alerj. Ele estava com uma pistola Glock e munições intactas. O caso foi encaminhado para a corregedoria da corporação.O comércio do bairro fechou por conta do clima de tensão e medo. Até a publicação desta nota, não havia informações sobre presos e feridos.

De acordo com o Centro de Operações, por volta das 16h20, a pista lateral da Avenida Presidente Vargas, sentido Candelária, a partir da Avenida Passos, estava interditada. Havia lentidão no trânsito na Av. Presidente Vargas, Av. Rio Branco, Av. Almirante Barroso, Av. Passos, Av. Beira Mar e outras vias da região, assim como as ruas Mem de Sá e Riachuelo. O VLT estava funcionando temporariamente com serviço provisório no trecho Rodoviária – Parada dos Museus.



Via Manchete online
02/02/2017


Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »