Tumulto e falta de respeito na Caixa Econômica de Nova Iguaçu



Longas filas, muito calor e desrespeito. É assim que a Caixa Econômica Federal trata os clientes em Nova Iguaçu. O Jornal de Hoje esteve, na sexta-feira (10), na agência localizada na Avenida Marechal Floriano Peixoto, no Centro, e acompanhou a saga de centenas de pessoas em busca de um simples atendimento.



O dia ainda clareava e muita gente já aguardava na porta da agência. Não demorou muito e a fila cresceu a ponto de dobrar a esquina. É bem verdade que ela estava maior que o de costume, pois muitas pessoas buscavam sacar na agência o FGTS. Mas os clientes afirmam que a demora no atendimento acontece mesmo nos dias comuns.

Uma delas era Fabiana Ferreira, 26 anos, que estava na fila com seu bebê, de apenas sete meses. “Já estou aqui há pelo menos duas horas e mesmo estando na fila preferencial ainda não recebi senha de encaminhamento para o setor onde serei atendida. E depois 

ainda vai demorar mais tempo até conseguir o atendimento”, relatou a jovem, que foi resolver uma pendência de sua conta.

Sombrinha para escapar do sol

A cuidadora de idosos Ana Paula Silva, 45 anos, também criticou a demora no atendimento na Caixa Econômica Federal de Nova Iguaçu ao aguardar horas na tentativa de sacar seu fundo de garantia. “Acho uma falta de respeito nos deixarem esperando tantas horas com este calor que está fazendo”, disse a mulher, que usou uma sombrinha para se proteger do forte sol.


Quem também foi em busca do FGTS foi Tamires dos Santos, 24 anos. Ela classificou a situação com absurda e temia que a espera fosse em vão. “Estou nessa fila desde cedo sem ter a certeza de que serei atendida. A agência encerra o expediente às 16h e nenhuma senha foi fornecida”, disse a jovem, que ao meio-dia ainda não havia conseguido entrar na agência.




Via Jornal de Hoje
12/03/2017

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »