Após dia de confrontos com quatro feridos, PM faz operação no Complexo do Alemão



Moradores do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, usam as redes sociais para relatar uma intensa movimentação policial na comunidade nesta terça-feira. Segundo postagens, há equipes dos batalhões de Operações Especiais (Bope) e de Choque espalhadas pelo local. Um helicóptero da PM sobrevoa a região.

A corporação ainda não deu detalhes sobre a ação no Alemão. Há relatos de tiros na localidade conhecida como Fazendinha.

Uma moradora contou que o clima está tenso na comunidade:

— A rua está tensa demais. Algumas pessoas estão saindo para trabalhar. Mas muitos estão evitando sair de casa. Até mesmo para evitar que policiais ocupem essas residências para fazê-las de bases. É essa a situação que estamos vivendo.

As Kombis que transportam moradores da parte alta para a parte baixa pararam de circular. Já a circulação de mototaxistas só acontecem em alguns pontos. Um outro morador diz que policiais do Bope estão entrando em algumas casas.

— Acordei bem cedo no primeiro voo do helicóptero. E aqui, como sempre, "tampado" (cheio de policiais). O Bope está aqui, entrando nas casas das pessoas — contou ele.

Por causa da operação policial, três escolas, uma creche e seis Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs) estão sem atendimento nesta terça-feira. Segundo a Secretaria municipal de Educação, as unidades atendem a 3.936 alunos.

Policiais e adolescente baleados na segunda

Nesta segunda, o quarto dia de operações para instalar uma cabine blindada da PM na Nova Brasília, que integra o Complexo do Alemão, quatro pessoas ficaram feridas. Um adolescente de 13 anos e três policiais do Bope permanecem internados — um dos agentes está em estado grave.

O garoto de 13 anos passa por uma cirurgia no Hospital municipal Salgado Filho, no Méier. Já um PM, atingido de raspão no braço, permanece internado no Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio. Na mesma unidade estpa o cabo Rodrigo Gomes da Silva, atingido na perna e sem risco de morte. Já o cabo Matheus Bastos de Assis, de 33 anos, levou um tiro no rosto e está em estado grave no Hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha.

Três mortos em quatro dias

Desde sexta-feira, o Bope faz operações na Nova Brasília para a instalação de uma cabine blindada. Segundo o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Wolney Dias, criminosos estão realizando ataques constantes para impedir a instalação da estrutura.

- Durante todo o dia as equipes do Bope foram atacadas. Não querem a instalação da torre - disse.

Em quatro dias de operações e tiroteios constantes, três pessoas morreram, entre elas um soldado do Exército e um morador. A terceira vítima, segundo a PM, seria um homem com passagens pela polícia. Gustavo Silva, de 17 anos, foi ferido na localidade Alvorada, na Nova Brasília, na sexta-feira, quando estava saindo de casa para trabalhar em uma padaria. 



Já o soldado do Exército Bruno de Souza foi atingido na perna quando estava dentro de casa. O projétil rompeu sua artéria femoral, e o militar morreu depois de perder muito sangue. No total, de sexta-feira até esta segunda, nove pessoas já foram baleadas no Complexo do Alemão.


Via Extra
25/04/2017


Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »