Homem apontado como assassino de jovem em Nova Iguaçu é preso

Carlos Rodrigues Vasconcelos estava inconsolável com a morte do filho. Um dos acusados de participar do crime foi preso. Fotos: Ivan Teixeira / Jornal de Hoje

Mais uma vez a Baixada Fluminense registrou mais um caso de extrema violência. Um jovem morreu, na manhã da última quarta-feira, com um tiro na cabeça quando ia com a família registrar o assalto que o irmão sofreu no bairro Cabuçu, em Nova Iguaçu. 


Segundo o pai da vítima, Luiz Carlos Rodrigues Vasconcelos, seu filho mais novo, de 14 anos, estava indo para a escola a pé quando foi assaltado por dois criminosos em uma moto. O rapaz chegou em casa e contou o que tinha acontecido para o pai, que resolveu levá-lo à delegacia para registrar a ocorrência. 

No caminho, a família estava de carro, passando pela mesma rua onde o garoto foi assaltado, e os criminosos, que continuavam no local, reconheceram o menino. Um dos bandidos atirou, mas acabou errando e o pai arrancou com o carro e fugiu. 


Mas, eles se reencontraram, de novo, em outra rua e, dessa vez, só um dos criminosos estava de moto. Luiz Carlos contou ainda que o criminoso jogou a moto contra o carro e desceu atirando. Um dos disparos atingiu a cabeça de Wendell de Arruda Vasconcelos, de 20 anos, que não resistiu aos ferimentos. Já Carlos foi atingido por um tiro na boca e outros dois de raspão na orelha e no braço. O filho mais novo nada sofreu.

Os assaltantes foram identificados como Kaio Filipe Francisco Monteiro e Marcio Moura dos Santos Araújo, ambos de 18 anos.


Segundo relatos do pai da vítima, Wendel trabalhava numa lanchonete de um familiar de um dos acusados de ter provocado a morte de seu filho. Emocionalmente abalado pela perda, Carlos Rodrigues disse “Temos que esperar a justiça ser feita, né?”, indagou.


O delegado responsável pelo caso, Luiz Otávio, Kaio Filipe foi preso em sua residência, após policiais daquela especializada apreenderam a moto encontrada no crime e se dirigiram até a residência de Kaio. Agentes fizeram uma pesquisa para saber quem era o proprietário da moto, e com uma foto do acusado em mãos levaram até o pai de Wendel que de imediato identificou o suspeito de ter participado do assalto contra seu filho mais novo. Kaio recebeu voz de prisão em flagrante. De acordo com relatos do delegado, o advogado do foragido Marcio Moura dos Santos Araújo prometeu que seu cliente irá se apresentar na delegacia até segunda-feira.


A mãe da vítima Djanira Maria Arruda, 42 anos pediu justiça para a morte de seu filho. “Espero que ele pague pelo crime que cometeu e que o outro que está foragido seja preso em breve, para que possa também pagar pelo o que fizeram com o meu filho que era um jovem alegre e trabalhador. Ele deixou um filho”, disse muito abalada.


Por uma infeliz coincidência, o responsável pela morte de Wendell trabalhou junto com ele em uma lanchonete em Cabuçu, bairro onde ocorreu o episódio. A família do atirador, inclusive, teria pedido perdão a Luiz Carlos.


Via Jornal de Hoje
21/04/2017


Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »