Mulher transexual é assassinada em Belford Roxo



Uma mulher transexual foi assassinada em Belford Roxo, baixada fluminense, na última noite de quinta-feira (20). Samilly Guimarães tinha 24 anos e foi baleada quando passava pela avenida Atlântica, às margens do rio Botas. Nas redes sociais amigos lamentam a perda de uma amiga e suspeitam do crime ter sido motivado por transfobia.

Somente em 2017, morreram 44 travestis e pessoas transexuais no Brasil, três foram no Estado do Rio de Janeiro. Samilly é o quarto caso confirmado neste ano.

Para a secretaria de Articulação Política da Antra (Associação Nacional de Travestis e Transexuais), Bruna Benevides, casos como o de Samilly enfrentam dificuldade na hora da tipificação do crime.

De acordo com ela, em geral, eles são tratados como homicídios cometidos por motivo torpe e não se leva em consideração o seu caráter de crime de ódio.

— Falta de interesse quando se trata das pessoas trans (sempre julgam como se tivéssemos feito algo para justificar a morte e encerrar o caso), ninguém chora nossas perdas e vamos nós contando os mortos, sem saber como sobreviver e a quantidade das pessoas vivas, que sobrevivem a tudo isso sabe-se lá como — afirmou.

A polícia informou que as investigações foram encaminhadas para a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense. A polícia civil informou que diligências foram realizadas para identificar as circunstâncias e a autoria do crime.



Via R7
21/04/2017


Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »