Corpo de universitário morto após ser atingido com taco de sinuca é enterrado em Meriti



O corpo do universitário Bruno Mello Durange, de 28 anos, que morreu após ser espancado dentro de um bar na Baixada Fluminense, foi enterrado às 13h30 desta segunda-feira no cemitério Vila Rosali, em São João de Meriti. Bruno foi atingido com um taco de sinuca na cabeça, na noite da última sexta-feira, durante briga no Floresta Bar, no bairro Vilar dos Teles. 



Ele estava internado no Hospital da Posse, mas morreu neste domingo. O universitário deixa uma filha de dois anos

— Bruno era bom pai, bom filho. Uma pessoa boa — afirmou o padastro da vitima, Gilberto de Mello, que lamentou a brutalidade do crime: — Deixaram ele deformado. Meu filho não merecia isso.

Segundo a polícia, o jovem estava no bar com amigos e familiares, quando começou uma discussão. Bruno teria entrado em luta corporal com possíveis seguranças do estabelecimento e outros frequentadores. Um dos homens teria atingido o universitário com o taco de sinuca.

A vítima cursava o 2º período da faculdade de Administração. Ele estava desempregado depois de ter perdido, no começo de 2017, o emprego de assistente administrativo no Hospital municipal Miguel Couto, no Leblon, Zona Sul do Rio.
br />Os donos do Floresta Bar — onde Bruno Mello Durange, de 29 anos, morreu espancado — denunciaram através de uma rede social que o imóvel teria sido alvo de uma tentativa de incêndio. Internautas acusam um dos sócios do estabelecimento de ter participado do crime. Ele nega o envolvimento e também afirma que os responsáveis pelo espancamento não eram seguranças da casa.

— Não podemos falar nada agora. Estamos indo ao advogado falar sobre o cliente que bateu no rapaz. Ele não era nosso segurança. Era cliente e estava bebendo como todos lá — afirmou um dos donos.


Via Extra
01/05/2017

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »