PM mantém policiamento reforçado na Cidade Alta

Homens do Bope na Cidade Alta, nesta terça-feira Foto: Guilherme Pinto / Agência O Globo

Um dia após a Cidade Alta, em Cordovil, Zona Norte do Rio, ser invadida por traficantes rivais e o episódio desencadear uma onda de violência na capital e na Baixada Fluminense — com nove ônibus e dois caminhões queimados, além de saques de carga —, a Polícia Militar mantém o policiamento reforçado na comunidade. Equipes do 16º BPM (Olaria) permanecem no local, nesta quarta-feira, e também na Avenida Brasil.

No fim da noite de segunda-feira, a Cidade Alta foi invadida por bandidos rivais. Houve intensa troca de tiros durante toda a madrugada, segundo relatos de moradores em redes sociais. Na terça pela manhã, homens dos batalhões de Operações Especiais (Bope) e de Choque seguiram para a comunidade.

O tráfico, então, ordenou uma série de ataques para encobrir a fuga de bandidos encurralados na Cidade Alta. O Rio entrou em estágio de atenção por causa dos episódios de violência e assim permaneceu por nove horas. A Avenida Brasil, a Linha Vermelha e a Rodovia Washington Luiz — onde houve ataques contra ônibus e caminhões — tiveram vários pontos de bloqueios. Motoristas, desesperados, voltaram pela contramão.

Na operação da PM, 45 suspeitos foram presos e houve apreensão de 36 armas, entre elas 32 fuzis. Dois bandidos morreram e três policiais militares ficaram feridos por estilhaços.



Via Extra
03/05/2017


Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »