Golpe do perfume assusta pedestres em Nova Iguaçu




O conhecido “golpe do perfume”, que vem sendo aplicado nos centros comerciais do Rio de Janeiro e da Baixada Fluminense, onde um homem aborda mulheres para vender fragrâncias, pode estar com os dias contados em Nova Iguaçu. 


Na última quinta-feira, o superintendente de Controle Urbano de Nova Iguaçu, Márcio Marques, apreendeu 24 frascos, sendo um deles em embalagem vermelha e com uma substância que possivelmente era misturada aos perfumes nos demais frascos. A suspeita é de que o produto seria um entorpecente usado para diminuir a resistência das vítimas durante a abordagem. O homem que continha os frascos fugiu. A apreensão aconteceu na Avenida Nilo Peçanha, esquina com o Calçadão.


“Estamos coibindo o comércio irregular no Calçadão e vimos o suspeito vendendo o perfume. Ele correu e abandonou o perfume no momento da apreensão. Eles dão este golpe muito em Nova Iguaçu, Madureira e no Rio. 


Eles oferecem o perfume, espirram na mão das pessoas para que elas sintam o cheiro e ela fica tonta na hora. O criminoso aproveita e rouba os pertences na hora. Ela fica sem poder de reação. O material vai ser levado para a perícia para saber o que é usado de entorpecente”, afirmou Márcio Marques.


No Calçadão de Nova Iguaçu, muitos já foram vítimas do golpe, mas preferiram não registrar o caso em uma delegacia, o que dificulta o trabalho da polícia. É o caso de uma professora de inglês, moradora do Centro de Nova Iguaçu. 


“Estava passando pelo Calçadão quando fui abordada por um homem que fingiu me conhecer e perguntou se eu me recordava dele e me ofereceu um perfume logo depois. Eu recusei, mas ele insistiu e espirrou o perfume em mim. Por sorte não senti qualquer mal estar e cheguei logo em casa”, garantiu a professora.


Via Jornal de Hoje
10/06/2017


Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »