Indústria do reboque em Nova Iguaçu rende mais nos fins de semana



NOVA IGUAÇU - Lançada no dia 7 de março pela Secretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana, a operação Trânsito Legal colocou em último lugar o objetivo de “conscientizar os motoristas de que é preciso respeitar às leis de trânsito, visando à fluidez e a mobilidade urbana”, colocado na frente sempre que o secretário Herval Barros é questionado sobre o assunto. 




Multar, gerar receita, é isso que importa agora. Pelo menos é o que sugere informação de fonte do próprio governo, dando conta de que a orientação seria rebocar a maior quantidade de carros possível às sextas-feiras, porque o veiculo removido só poderá ser liberado na segunda-feira, depois de ser paga uma taxa mínima de R$ 543,64, que cai na conta da empresa "Pagar-me Pagamentos", especializada em cobranças online. 

O serviço de reboque e a administração do depósito público de Nova Iguaçu foi entregue pela Prefeitura, sem licitação, à Rodando Certo Serviços de Estacionamento, que vem faturando alto no município, cobrando diária de R$ 88,39, taxa de reboque no valor de R$ 186,58 e mais R$ 3,50 pela emissão do boleto, isso nos casos de veículos leves.



Muito criticada durante a campanha eleitoral pelo hoje prefeito, a indústria da multa e do reboque de veículos não teria vez em sua gestão, segundo Rogério Lisboa, que resolveu intensificar as ações. 

Ninguém é contra a fiscalização do trânsito na cidade, o problema é que os agentes envolvidos na fiscalização não agem em relação aos ônibus e as vans do transporte alternativo, os verdadeiros vilões do trânsito nas ruas de Nova Iguaçu.



EM NOTA AO NOTÍCIAS DE NOVA IGUAÇU

Em nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Nova Iguaçu, esclareceu que a Secretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana de Nova Iguaçu não está atuando na cidade com reboques. O que está sendo feito é uma campanha chamada Nova Iguaçu Trânsito Legal, que teve início na atual gestão, em janeiro. 

O objetivo da ação é orientar os motoristas sobre as leis de trânsito e, assim, melhorar a fluidez do tráfego de veículos na cidade; além de coibir o estacionamento irregular. Já os motoristas não localizados durante as operações, são notificados com base na lei, mas não têm seus veículos rebocados.




Via Jornal Hora H/Notícias de Nova Iguaçu
27/06/2017

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »