Professor de dança desaparecido é encontrado morto na linha do trem em Itaguaí

Corpo de Diego Barbosa dos Santos foi encontrado na linha do trem em Itaguaí. Reprodução Internet

Um crime bárbaro chocou os moradores de Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio, nesta quarta-feira. O professor de dança e aluno de Educação Física, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Diego Barbosa dos Santos, de 28 anos, foi encontrado morto pela manhã na linha férrea da cidade. Ele estava desaparecido desde segunda-feira.

"Espancaram o Diego e o jogaram na linha do trem, foi difícil ver o corpo dele naquelas condições. Ele foi torturado. "Minha mãe está em estado de choque", afirma Miro Barbosa, irmão de Diego.

Na manhã desta quarta-feira, Miro compartilhou uma foto do irmão no Facebook, pedindo por informações sobre o paradeiro dele. Segundo o irmão, Diego era professor de Zumba na região da Costa Verde e suas turmas eram lotadas.

"Ele saiu para trabalhar na segunda-feira e não apareceu mais. Meu irmão era muito responsável, jamais deixaria de dar aula sem avisar. O coordenador do projeto entrou em contato comigo e ficamos preocupados", conta.

Os internautas se mobilizaram nas redes sociais e houve mais de mil compartilhamentos. Mais tarde, Miro viu em um grupo de notícias de Itaguaí a foto de um corpo encontrado na linha férrea e identificou o irmão por uma tatuagem na perna."Fui para o IML e era mesmo ele", lamenta.

A família não sabe o que poderia ter motivado a morte de Diego, mas suspeita que o crime foi premetidado. "Foi algo armado. Não levaram nada dele, nem o carro e nem os pertences pessoais. Estava tudo intacto", diz Miro.

O enterro do universitário foi hoje às 17h em Itacuruçá e o velório, na Câmara Municipal de Itaguaí.

Amigos da Rural preparam homenagem

Nas redes sociais, parentes e amigos lamentaram a morte de Diego. "Sem palavras... sem chão... muita tristeza... Sensação de inconformismo. Diego era uma pessoa que só fazia o bem. Dono de uma educação e classe inigualável. Covardia demais", escreveu uma amiga do rapaz. "Perdemos um amigo e um ótimo profissional, fará muita falta ,este menino humilde de sorriso largo que contagiava alegria", lamentou outra.

Colegas do curso de Educação Física preparam uma homenagem para o universitário nas próximas semanas na UFRRJ. "Vamos fazer um aulão de Zumba na Rural, do jeito que ele gostava", conta, Djiane Brawley, amiga do rapaz. A última publicação do jovem no Instagram, foi uma aula de dança ministrada por ele no domingo.

"Não tinha quem não gostasse dele. Diego era uma pessoa muito querida. Todos os nossos professores gostavam dele. A gente está muito triste", afirma a universitária.

Segundo a Polícia Civil, as investigações estão a cargo da 50ª DP (Itaguaí) para apurar os fatos e os agentes estão à procura de possíveis testemunhas e imagens de câmeras de segurança instaladas na localidade que possam ajudar a investigar o caso.



Fonte: O Dia
07/06/2017
  

Compartilhe nas redes sociais

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

Próximo post
« Prev Post
Post anterior
Next Post »